Em comum acordo: Bahia formaliza redução salarial dos jogadores

Jogadores entenderam decisão da diretoria, informou o clube

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O presidente Guilherme Bellintani já havia adiantado durante a semana que o Esporte Clube Bahia iria reduzir em 25% o salário de jogadores, comissão técnica e diretoria, visando a redução de gastos devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Segundo o mandatário, o clube vai voltar a pagar o salário integral quando os jogos voltarem, algo ainda sem previsão. Bellintani disse ainda que abriu mão de receber o seu salário durante o período da pandemia, priorizando o pagamento dos funcionários. Nesta quinta-feira (30), através de comunicado divulgado no aplicativo oficial, o clube formalizou a medida e informou que se deu em comum acordo com os atletas, além disso, explicou a redução de salário de funcionários e atletas da base.

 

Veja abaixo a nota oficial:

“O Esporte Clube Bahia comunica que, em razão das consequências da pandemia do novo coronavírus, a diretoria e o elenco profissional tiveram seus salários reduzidos em 25%. A decisão se deu em comum acordo com os jogadores, que compreenderam a situação de dificuldade enfrentada em todo o mundo.

A medida está vigorando desde o início da suspensão das atividades do clube, no dia 17 de março.

Em relação aos demais funcionários e atletas da divisão de base, após acordo com os respectivos sindicatos da categoria (Senalba e Sindap), estão sendo realizadas medidas como redução de jornada e suspensão de contratos. Os descontos, porém, chegarão ao máximo de 20% das remunerações, sendo mantida a integralidade de quem recebe até 1,5 salário.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*