Bahia e Vitória estarão na 1ª edição do Campeonato de Futebol Eletrônico

Outros clubes do nordeste também aderiram à temporada

Com a perda de receita após a paralisação das competições devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, o clube brasileiros seguem buscando alternativas para para agregar valor as marcas parceiras e evitar um impacto ainda maior diante da crise instalada. Com isso, a SporTI, em parceria com a AL Sports, desenvolveu a primeira edição do Campeonato de Futebol Eletrônico, que contará com as presenças de Bahia e Vitória, além de outros clubes do nordeste, casos de Sport, Náutico, América-RN, ABC, CSA, Confiança, Sergipe, Moto Club, Botafogo-PB e Treze. A plataforma, desenvolvida pela empresa paulista de tecnologia, permite que o clube coloque a sua marca e a de seus patrocinadores na competição – sendo mais uma opção de ativação.

 

“A iniciativa tem o objetivo de gerar receita em meio a pandemia causada pelo COVID-19 e se tornar um produto que agregue valor aos programas de sócio-torcedor. Com milhões de jovens e adultos recolhidos em suas casas, a temporada de competições de futebol eletrônico surge como uma excelente possibilidade manter o relacionamento com a torcida e com os sócios do clube”, afirmou o diretor executivo da SporTI, Cristian Gomes.
TEM MAIS

Além dos nordestinos, Flamengo, São Paulo, Atlético-MG, Portuguesa, Betim e Paysandu também aderiram ao projeto. Segundo Arthur Lobo, intermediário e diretor da AL Sports, as expectativas são as melhores possíveis. Os consoles usados são o Sony Playstation e o Microsoft Xbox. Já os jogos variam a cada clube. O Sport e o Náutico, por exemplo, escolherem o Pro Evolution Soccer 2020, enquanto os demais optaram pelo FIFA 2020.

“É uma ótima maneira de engajar o torcedor, seja ele sócio ou não, e agregar valor à marca. Além de explorar a paixão, possibilitamos aos clubes uma renda alternativa. É uma excelente iniciativa e nós não pensamos duas vezes em aderir. Vimos nesse ramo, a possibilidade de agregar valor à nossa marca. O ABC Futebol League tem tudo para ser uma nova fonte de geração de receita”, afirmou o diretor executivo de marketing do ABC, Marcell Freire.

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*