Vitória rescinde contrato de lateral-esquerdo e prepara lista de dispensa

Jogador não fazia parte dos planos do Leão para a Série B

FOTO: MAURÍCIA DA MATTA / EC VITÓRIA

Como prometido pela diretoria e antecipado pelo técnico Cláudio Tencati em entrevista coletiva, o Esporte Clube Vitória deu início a reformulação no elenco. Além do afastamento de nove jogadores que irão treinar separado do elenco principal, o clube anunciou nesta sexta-feira (12) a rescisão de contrato do lateral argentino Arroyo, que tinha vínculo até o final deste mês de abril e ele foi liberado antecipadamente, já que não fazia parte dos planos do Leão para a Série B e perdeu o espaço que praticamente não tinha após chegadas de Fabrício e Capa.

Cria da base do Colón-ARG, Osvaldo Gabriel Arroyo tem 24 anos e chegou ao Cianorte em 2018. No mesmo ano foi emprestado ao Vitória, mas só atuou no time Sub-23, fazendo 8 partidas e marcando um gol pelo Brasileiro de Aspirantes. Esse ano, fez apenas 3 partidas pelo Campeonato Baiano.

LISTA DE DISPENSA:

 

Através de comunicado no seu sita oficial, o Esporte Clube Vitória anunciou o afastamento de nove jogadores que faziam parte do elenco principal, alguns deles que até foram titulares esse ano ou apareciam com frequência nos jogos, casos do atacante Erick, dos laterais Marcelo Benítez, Juninho e Jeferson, do zagueiro Thales e o volante Wesley Dias.

Sem espaço e pouco aproveitados, o zagueiro Gabriel Dias e os atacantes Maurício Cordeiro e Cleber também apareceram na provável “lista de dispensa”. Esses nove atletas citados treinarão separados do grupo principal, em horários alternativos, e não devem permanecer no clube para disputa do Campeonato Brasileiro da Série B.

Deixe seu comentário

2 Comentário

  1. O Vitória está certo, tem que renovar o plantel. Todo agricultor sabe da necessidade de renovar o plantel. À medida que elas vão envelhecendo, não põem mais ovos, a carne fica ruim para o consumo e susceptíveis a doenças que as afastam do gramado, mesmo sendo um piso sintético. Alguns aproveitam os pintos da base criados em suas próprias chocadeiras e alimentados nos lixões da propriedade, entretanto pelo imediatismo da renovação do plantel e face a escassez de recursos o Vitória poderia aproveitar as promoções nas feiras livres e adquirir as da raça “pés duros” também aceitas em restaurantes de segunda divisão. O importante é manter o cercado em ordem para evitar a fuga das mesmas o que comprovadamente só traz prejuízos.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*