Prefeito que é médico do Atlético-BA é suspenso e multado pelo TJD-BA

Árbitro relatou na súmula xingamentos de Joaquim Neto

Foto: Reprodução / TV Bahia

Um dos personagens entre Atlético-BA e Bahia pela semifinal do Campeonato Baiano foi Joaquim Belarmino Cardoso Neto, médico do Carcará e prefeito da cidade de Alagoinhas. Ele invadiu o gramado durante o primeiro tempo para realizar um atendimento médico e “peitou” o árbitro Bruno Pereira Vasconcelos, reclamando de uma falta.

Após a partida, o árbitro Bruno Pereira Vasconcelos relatou em súmula os xingamentos: “você veio mal intencionado, o Bahia não precisa disto, você meteu a mão na gente” seguido de agressões verbais: “vocês são uma cambada de filhos da p…, ladrões, safados”.

Julgado na última quinta-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA), Joaquim Neto foi suspenso por sete jogos em competições promovidas pela Federação Bahiana de Futebol (FBF) e também multado no valor de R$ 6 mil. Naquela partida, o Bahia que já havia vencido na Fonte Nova por 3 a 0, venceu por 2 a 0 no Estádio Carneirão, em Alagoinhas e avançou à final do Baianão.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*