Revoltado, Renato Gaúcho dispara contra o VAR: ‘Grêmio foi roubado’

"Será que era o Stevie Wonder não veria?"

Após a eliminação do Grêmio para o River Plate, nesta terça-feira, na semifinal da Copa Libertadores, o técnico Renato Gaúcho se mostrou bastante irritado e revoltado na entrevista coletiva, e com razão, afinal, o tão tecnológico árbitro de vídeo (VAR) que foi implantado no futebol com o intuito de evitar erros, está trazendo ainda mais desconfiança para os clubes com os erros constantes, como foi no duelo entre Bahia x Atlético-PR.

Nesta terça-feira, o Grêmio abriu 1 x 0 em cima do River Plate e aumentou a vantagem para dois gols, colocando um pé e meio na final da Libertadores, porém, o time argentino empatou em um lance em que houve toque de mão de Borré, sem revisão do árbitro de vídeo (VAR), o que aconteceu no pênalti cometido pelo zagueiro Bressan no fim do jogo. Sobre o jogo, Renato não poupou críticas e disparou contra o VAR: “O Grêmio foi ROUBADO”. Veja abaixo



“O Grêmio só não está classificado por causa do VAR. Se funciona, eu estaria sorrindo, a torcida feliz, e o Grêmio na final da Libertadores. Estaria tudo certo. O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder não veria? Vendo o jogo naquela cabine, como o cara não vê, com aquele monte de câmera, que o jogador faz o gol com o braço? Será que ele vai dormir hoje por causa disso? Quem sabe até vai, porque não tem nada a ver com o Grêmio”, declarou.

Questionado sobre o fato do técnico do River Marcelo Gallardo, que estava suspenso, ter ido ao vestiário do time no intervalo, Renato preferiu deixar que a direção falasse, mas voltou a criticar a Conmebol.

“A diretoria sabe, é um motivo a mais. Mas quem fala é o presidente. É uma desmoralização da Conmebol. No mínimo, teriam que ter tirado o treinador do vestiário. Depois vocês perguntam como eles (River) mandaram a escalação. Junta tudo isso com a palhaçada do VAR, faz uma salada e vê no que vai dar. Amanhã, a Conmebol suspende o Gallardo por 100 dias, e o River está na final. Eu queria estar suspenso por 200 dias e na final. É uma humilhação da Conmebol, foi um desrespeito ao Grêmio”, finalizou.

Veja os gols: Grêmio sofre virada do River Plate e dá adeus à Libertadores

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*