A Sinistrose chamada Esporte Clube Bahia

O surreal virou uma marca registrada na campanha do Bahia nessas últimas 6 rodadas. Uma coisa incompreensível se considerarmos que o elenco não é dos piores conforme reconhecimento pelos mais entendidos no assunto.

Afinal, uma pergunta repetida: o que está acontecendo?

Um time que passa 99% do tempo jogando para os lados, sem velocidade, com jogadores que ganham salários altíssimos, sem vontade e com muita omissão no campo não pode, pelo bem do esporte, ganhar nada.

Alguns preferem imputar a culpa no Presidente que pode ter sua parcela, repito e insisto, a culpa é de quem entra em campo. A culpa é de quem escala mal (não foi o caso de ontem). O Presidente desde o início do ano que ficou de contratar laterais, zagueiros, mas insistiu em contratar jogadores de meia e de ataques. Nesse ponto errou feio!

O Gordiola, que tá parecendo mais um Hipopótamo falou no pouco tempo, foi contratado para resolver os problemas e, de saída, arguiu o fato do Bahia jogar com os setores muito distanciados mas, na prática o que estamos assistimos é a manutenção do “esquema” que já demonstrou ser improdutivo. Toques laterais, muita firula e nada de atacar, nada de gols.

Triste pelo meu Bahia! Triste por entender que o mal não está sendo superado! Triste por ver se apagar uma lanterna no final do túnel!

Paulo Fernando – Torcedor do Bahia e amigo do BLOG

Deixe seu comentário