Poeira e fé no Bahia

Deveria postar uma homenagem no último domingo na despedida da velha senhora, nossa Fone Nova. Ela que era um dos cartões postais da nossa Bahia. O sentimento que me tomou porém foi de um homem para quem tudo foi negado, exilado numa imensa saudade. Tenho a cada volta para Salvador essa sensação de não encontrar as antigas referências construídas a partir da paixão pelo meu querido E.C.Bahia. O clube, a Fonte, a escola onde estudei, tudo parece como a poeira que tomou conta do dique quando a Fonte foi ao chão. Estou ainda deprimido.

É claro que a nova Fonte Nova irá ressurgir e novas estórias serão vividas no novo palco. Contudo, a velha Fonte será para os torcedores do Bahia sempre um símbolo imponente de uma era em que o Bahia nos legou vitórias épicas e conquistas inesquecíveis, todos nós como testemunhas da grandeza do povo baiano. Tanto o time de 88, Campeão Brasileiro, quanto o título da Taça Brasil de 1959, tiveram times formados em sua maioria por baianos. Orgulho que nenhum outro clube do norte-nordeste tem: Bicampeão nacional.

Fica já aqui nossa advertência aos nosso dirigentes: o sangue que corre nas veias do povo baiano não poderá faltar ao novo que surge. Que venha a nova Fonte Nova com toda a sua modernidade, mas que venha, também, junto com a Fonte, a baiana do acarajé, a limonada gelada, as charangas, as bandeiras e principalmente novos títulos. Não gosto de hambúrguer nem de canapés. Prefiro, honestamente, amendoim torrado, cachorro-quente e pipoca numa tarde ou noite durante o espetáculo do futebol.

A nova Fonte Nova deverá ser linda como a primavera parisiense quando o Bahia ganha e a torcida sai a cantar a nossa “marselhesa”, o hino do Bahia. O ritmo, o sorriso e as crianças certamente terão lugar de honra no novo estádio, que promete ser um marco para o desenvolvimento da nossa cidade, integrando metrô e ônibus, cidadania e espetáculo. Teremos a vantagem de ter um Estádio que resignificará nossa baianidade com o que há de mais moderno.
________________________________________________

Hoje, o Bahia jogará contra o Santo-André. Time que virá desesperado para ganhar os três pontos. Se o Bahia jogar com a pegada e a determinação que jogou contra a Lusa, levaremos mais três pontos.

Veja também

Jogadores do Bahia são convocados para seleção sub-16
Jael – O Matador do ABC

Lembranças da Fonte Nova
Goleiro do Bahia projeta pontos fora de casa
Sócios patrimoniais e Bora Bahêa continuam pagando meia

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*