Carrasco do Bahia tem chance no Vitória

Amor e ódio. Assim é a relação de Itacaré com a torcida do Vitória. O atacante surgiu como uma das grandes promessas do rubro-negro. Encantou nos primeiros jogos, mas logo decepcionou. Então, passou a viver uma verdadeira migração, sempre emprestado a clubes de menor expressão.

Mas, este ano, Itacaré voltou a se destacar. No Campeonato Baiano, marcou dois gols na goleada do Ipitanga por 4 a 0 sobre o Bahia, no segundo turno do Estadual. Agora, terá mais uma chance para se firmar com a camisa rubro-negra.

Como Nádson vai mesmo deixar a Toca do Leão, Itacaré foi o escolhido pelo técnico Paulo César Carpegiani para ser o substituto imediato do atacante Roger. Assim, o jogador vai para o banco de reservas e reencontrará a torcida rubro-negra no Estádio do Barradão.

Se Itacaré tem presença garantida no time, o mesmo não se pode dizer do lateral-direito Apodi. Ontem o jogador voltou a reclamar das dores do joelho. Não treinou com o restante do elenco e confessou que dificilmente ganhará condições para entrar em campo na partida contra o Santos.

Sem o lateral, Carpegiani voltou a utilizar o atacante Elkeson como ala direito no treinamento de ontem. Vanderson, expulso na derrota para o Flamengo, será substituído por Magal. O time titular foi armado da seguinte maneira: Viáfara; Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins; Elkeson, Magal, Uelliton, Leandro Domingues e Leandro; William e Roger.

Antes do treinamento, Carpegiani se reuniu com o elenco e procurou acertar alguns detalhes. Além de tentar consertar os erros cometidos pela equipe na partida do último sábado, contra o Flamengo, o treinador lembrou que o Santos é comandado por Vágner Mancini, ex-treinador do Vitória. Por isso, Carpegiani exigiu concentração redobrada de todos os jogadores contra a equipe paulista. “Nosso time está preparado”, afirmou o zagueiro Wallace. Com informações da Tribuna Online

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*