Vitória acerta lateral do Guarani e encerra contratações

Enfim chega o reforço para a lateral-esquerda no Vitória. Trata-se da volta do lateral Alessandro Viana. O técnico Vagner Mancini não aprovou o futebol do lateral-esquerdo Gustavo, da mesma forma que a torcida e a imprensa, e quando soube do vinculo de Alessandro com o clube solicitou à diretoria trazê-lo imediatamente. O jogador volta ao Leão da Barra para disputar a fase final do Campeonato Baiano.

Alessandro foi contratado pelo Rubro-negro no início do ano, vindo do Atlético-PR junto com outros jogadores no “pacotão de natal”, divulgado pela diretoria. O jogador apesar de não ter tido oportunidades na era Vadão, quando entrou em campo não comprometeu o time, mesmo assim amargou a reserva de Gustavo.

Alessandro foi emprestado no final de fevereiro para o Guarani. O atleta pode atuar normalmente pelo Baiano por já estar inscrito na competição.

Com a volta de Alessandro, o Vitória fecha as contratações para o quadrangular final do campeonato. No total foram cinco novidades: O zagueiro Leonardo Silva, que conseguiu resolver sua transferência em tempo hábil de inscrição e vai atuar no Baiano e os meias Renan, Ricardinho e Marco Aurélio, o último podendo ser utilizado na lateral direita, posição de origem do jogador.

O Vitória pega o Itabuna no primeiro jogo da fase final do Baianão, no Estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna, na busca do Bicampeonato Estadual. ‘Psicólogo’ Vagner Mancini tenta salvar semestre

A eliminação da Copa do Brasil diante do Paraná na última quarta-feira abalou o psicológico dos jogadores do Vitória, que agora só podem se agarrar à possibilidade de conquistar o Baianão. Preocupado, o treinador Vagner Mancini tenta elevar a moral dos atletas, a fim de que não aconteçam surpresas na primeira partida da equipe no quadrangular, contra o Itabuna, no domingo.

“O quadrangular final será a nossa chance de salvar o primeiro semestre. Sei que vamos ter um jogo difícil contra o Itabuna e não podemos vacilar novamente. Será importante começarmos a decisão com um triunfo, porque logo a seguir teremos o clássico com o Bahia e temos que chegar nesta partida bem motivados”, declarou, após longa conversa com os atletas depois do coletivo da tarde desta quinta-feira.

Mancini acumula neste momento a função de treinador e psicólogo do Vitória. Após a demissão de Vadão, o psicólogo Antônio Presídio também foi demitido, deixando o time desprotegido, ainda com a possibilidade real de eliminação do torneio nacional rondando a Toca do Leão.

O mau humor abateu até mesmo o presidente do clube, Jorge Sampaio, que apesar de bastante desanimado após a desclassificação, procurou não aparentar o sofrimento diante dos jogadores. “Não foi desta vez que chegamos lá, mas vamos continuar na luta. Infelizmente, precisávamos ganhar por dois gols de diferença e não conseguimos. Faltou um golzinho”, lamentou.UOL/AFI

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*