Conheça o Rio Branco, o terceiro adversário do Bahia

O Rio Branco foi fundado na noite de 8 de Junho de 1919. O nome Rio Branco é (em louvor à cidade e ao Barão do Rio Branco) e as cores vermelho e branco. O clube tem estádio próprio inaugurado em 8 de junho de 1929, em um terreno oferecido pelo fundador do Clube que na época era o chefe de Polícia local, José Francisco de Melo.

Estrela Solitária

Nas décadas de 30 e 40, o Rio Branco reinava absoluto no futebol do Acre, conquistando nada menos do que 13 títulos estaduais consecutivos, entre 1935 e 1947, sendo doze deles organizados pela LAET e o primeiro campeonato organizado pela Federação de Futebol do Estado do Acre (FFEAC) (criada em 24 de janeiro de 1947).

A Maior Conquista – Copa Norte

O ano de 1997 ficou marcado como o ano da principal conquista da história do clube: a Copa Norte. Após estrear na competição com um empate sem gols com o Ji-Paraná-RO, o Rio Branco passou por Baré-RR (1×0), Independência (1×0) e goleou o Nacional-AM (4×1), garantindo o primeiro lugar em seu grupo e, conseqüentemente, a vaga para a final.

O adversário da decisão foi o Clube do Remo. No primeiro jogo, no José de Melo, um empate sem gols. Na decisão em Belém, o Rio Branco não tomou conhecimentos do time mandante e venceu o Remo em pleno Estádio Mangueirão pelo placar de 2 a 1, com gols de Palmiro e Vinícius. A conquista permitiu que o Rio Branco fosse a primeira equipe do Acre a disputar uma competição sul-americana: a Copa Conmebol. Também em 1997, o clube conquistaria o Campeonato Acreano e terminaria na décima primeira colocação na classificação geral da Copa do Brasil.

A Maior Vitória

No dia 20 de abril de 1993, o São Paulo Futebol Clube esteve em Rio Branco com seu time reserva, para a disputa das Oitavas-de-Final da Copa do Brasil contra o Estrelão. Enquanto isso, o time principal disputava a Taça Libertadores da América, competição na qual se tornaria bicampeão.

Dias antes do confronto, a equipe paulista havia vencido o Sergipe por 4×3. Chegou como favorito e com a certeza de que iria golear o Rio Branco em sua própria casa. Entretanto, apesar da arbitragem ter deixado de marcar dois pênaltis a seu favor, o Rio Branco venceu por 1 a 0.

Títulos Estaduais – 24 Títulos

Estádio – José Melo

Capacidade – 20 mil pessoas

Ranking da CBF – 94º

Time-base: Marcus Vinicius, Ley, Ico, Donizete e Esquerdinha; Zé Marcos, Ismael, Neném e Testinha; Juliano César e Marcelo Braz.

Técnico – Técnico: João Carlos Cavallo.Como chegou até aqui.

1º fase

Jaruense 1X1 Rio Branco Rio Branco 1×0 Fast São Raimundo 2×2 Rio Branco Rio Branco 5×1 São Raimundo Fast 0x0 Rio Branco Rio Branco 6×1 Jaruense 2ª fase Sampaio Corrêa-MA 3×2 Rio Branco Rio Branco 3×2 Tuna Luso-PA Imperatriz-MA 2×0 Rio Branco Rio Branco 1×0 Imperatriz-MA Tuna Luso-PA 1×1 Rio Branco Rio Branco 2×0 Sampaio Corrêa-MA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*