Atlético-MG avança nas negociações para venda da SAF do clube

A diretoria do Atlético aprovou, há dois meses, a adesão à Lei 14.193/2021.

Foto: Fred Ribeiro

Após aprovar em setembro a adesão à Lei 14.193/2021, o Atlético Mineiro avançou nas negociações com investidores para a venda da Sociedade Anônima de Futebol visando a temporada 2023, quando irá inaugurar a Arena MRV. De acordo com informação do ge.globo, dois grupos internacionais estão interessados na compra da SAF do Galo. Porém, o time mineiro ainda precisa fechar a participação no Campeonato Brasileiro e buscar a vaga na Libertadores 2023. Depois disso, deve formalizar a oferta e levar ao Conselho Deliberativo. A reunião ainda não tem data para acontecer.

 

Apesar das conversas avançadas, o Atlético-MG ainda não recebeu a chamada “proposta vinculante”, que conecta o interessado ao vendedor, com alguns pontos de responsabilidade, mecanismo que transforma o interesse em algo concreto, com prazo para ser finalizado, com um aporte financeiro em troca da compra das cotas, no mínimo 50,1% das ações. O Galo espera a injeção do aporte no departamento de futebol, especialmente nas contratações, e em médio prazo.

O Atlético-MG mantém os nomes dos grupos que estão em reta final de negociação em sigilo absoluto, para não prejudicar o andamento do processo. O clube não pretende inserir os patrimônios no negócio, caso da Arena MRV, do CT Cidade do Galo, e dos clubes sociais Labareda e Vila Olímpica. Vale frisar que o Galo tem uma dívida na casa do R$ 1,2 bilhão, com a parte onerosa na ordem de R$ 500 milhões. É a fatia que preocupa e que será abatida, por exemplo, com a venda de 49,9% do Diamond Mall por R$ 340 milhões.

 

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário