Sport perde ponto e oito mandos de campo por invasão de torcida contra o Vasco

O STJD puniu o Sport nesta quarta-feira, em um julgamento que durou mais de seis horas.

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

O Sport sofreu uma punição severa por conta da invasão de campo no jogo contra o Vasco, na Ilha do Retiro, pela 35ª rodada da Série B. Nesta quarta-feira (09), aconteceu o julgamento, com duração de mais de seis horas. O clube pernambucano perdeu o ponto do jogo que terminou empatado por 1 a 1, e ainda foi punido com a perda de oito mandos de campo (portões fechados), além de ser multado em R$ 180 mil. O Cruz-Maltino foi declarado vencedor da partida e por isso, termina a Série B no terceiro lugar, com 64 pontos, ultrapassando o Bahia, com 62.

 

A CBF informou que a punição com as perdas de mandos de campo do Sport só serão pagas na Série B de 2023. Como já havia cumprido um jogo de punição na goleada de 5 a 1 sobre o Operário, o Rubro-negro não contará com a sua torcida em sete partidas, na edição do próximo ano, disputando praticamente todo o primeiro tuno da competição de portões fechados quando for mandante.

O goleiro Carlos Eduardo pegou uma suspensão de quatro jogos por agressão ao massagista do Vasco, enquanto o diretor de futebol Augusto Carreras foi absolvido. Como todas as decisões foram em primeira instância, ainda cabem recurso. O atacante Raniel, autor do gol de empate do Vasco, e o meia Luiz Henrique, ambos com a pena mínima de duas partidas de suspensão, já cumpridas. Já Halls foi suspenso por quatro partidas por agressão.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário