Organizada do Bahia é proibida de entrar nos estádios e tem sede fechada

Na ação protocolada, o MP pediu o afastamento por dois anos tanto da Bamor quanto da torcida organizada do Vitória Os Imbatíveis

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Após pedido de liminar feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), a Justiça decretou a proibição da Torcida Organizada Bamor, do Bahia, de acessar os estádios de futebol e eventos esportivos em todo o país. A decisão foi publicada nesta quinta-feira e vale até o julgamento do mérito da ação civil pública ajuizada pelo MP. Eles ficam proibidos de comparecer aos estádios portando elementos que os identifiquem como membros da Bamor, a exemplo de qualquer vestimenta, bonés, faixas, bandeiras ou similares. Além disso, também devem manter uma distância de três mil metros dos arredores dos locais dos jogos.

 

A sede da Bamor também foi fechada, com impedimento de realização de eventos e concentração de torcedores. A multa em caso de descumprimento é de R$ 5 mil por dia. Vale lembrar que o MP pediu o afastamento por dois anos tanto da Bamor quanto da torcida organizada do Vitória, Os Imbatíveis. Neste último caso, a decisão ainda não foi tomada pela Justiça. A medida aconteceu após a briga entre torcedores, no início do mês, que deixou três pessoas feridas; 54 foram conduzidas à Central de Flagrantes e duas foram presas por tentativa de homicídio.

Confira a nota do MP-BA

“A Justiça atendeu pedido liminar do Ministério Público estadual e proibiu a presença da Bamor, torcida organizada do Esporte Clube Bahia, em locais que ocorram eventos esportivos em todo o país. Os torcedores ficam proibidos de comparecer aos estádios portando elementos que os identifiquem como membros da Bamor, a exemplo de qualquer vestimenta, bonés, faixas, bandeiras ou similares e devem manter uma distância de três mil metros dos arredores dos locais dos jogos. A decisão foi publicada nesta quinta-feira, dia 15. A proibição vale até o julgamento do mérito da ação civil pública ajuizada pelo MP, por meio da promotora de Justiça Thelma Leal.

Foi determinado ainda o fechamento da sede da Bamor, com impedimento de realização de eventos e concentração de torcedores, ainda que sem utilizar elementos indicativos da torcida organizada, nos dois dias antecedentes aos jogos do Bahia. Conforme a determinação, a Bamor deve apresentar em prazo de cinco dias a lista atualizada dos seus integrantes. Eventual descumprimento de quaisquer determinações gera multa diária de R$ 5 mil”.

Deixe seu comentário

Autor(a)

15/09/2022 às 12h56

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]