SAF do Bahia: Bellintani revela detalhes da procura por um investidor

Sem citar o Grupo City, o dirigente também revelou que as conversas tiveram início em setembro

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia segue caminhando para se tornar um clube-empresa, como aconteceu com Cruzeiro, Vasco e Botafogo, cada um com suas peculiaridades. Apesar da diretoria tricolor não revelar detalhes do parceiro, o nome do Grupo City já é comentado há meses como provável investir. Em entrevista no videocast InfoBahia, o presidente Guilherme Bellintani detalhou a busca por um parceiro para a venda da SAF.

 

“Preciso apresentar para a torcida uma alternativa de SAF para a torcida ter o direito de escolha. Decidimos procurar um parceiro capaz de construir um projeto. Nós que procuramos esse parceiro, que não posso dizer quem é. Fizemos uma lista e fomos bater na porta. Uma lista com parceiros financeiros e clubes. Conseguimos marcar um almoço e tivemos uma primeira conversa muito boa”, contou Bellintani ao videocast InfoBahia.

Sem citar o Grupo City, o dirigente também revelou que as conversas tiveram início em setembro do ano passado e evoluíram até a assinatura de um contrato de confidencialidade em dezembro.

“Isso em meados de setembro. Em outubro começou a amadurecer. E em dezembro o assunto ficou mais sério. Assinamos ali um contrato de confidencialidade, de respeito mútuo sobre os documentos trocados. Em janeiro eles nos avisaram que eles suspenderam conversas com outros clubes no Brasil, e aí fizemos o mesmo”, explicou.

Deixe seu comentário!