Eliminado da Copa do Brasil, Zé Ricardo diz que Vasco sucumbiu à pressão da Juazeirense

Técnico do Vasco, no entanto, se mostrou confiante para conquistar objetivo principal do final deste ano

O revés inesperado do Vasco para a Juazeirense, na noite da última quarta-feira (09), influenciou negativamente no restante da temporada 2022. Eliminado na segunda fase da Copa do Brasil, o técnico Zé Ricardo apontou como principal problemática o não entendimento da estratégia do Cancão de Fogo. O Gigante da Colina sofreu a desclassificação nos pênaltis por 4 a 2, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, no Estádio Adauto Moraes.

 

“A gente acabou sucumbindo à pressão do adversário, não entendemos o jogo. Poderíamos fazer um jogo simples. Não faltou vontade e competitividade. Jogar aqui é hostil, o campo é apertado. Mas isso não é desculpa. O time deles usa bem o campo. Vencem times fortes aqui. A gente precisa crescer de forma geral. Vamos trabalhar”, pontuou, na entrevista coletiva.

“A Copa do Brasil nessas duas primeiras fases é muito traiçoeira, aconteceu com outras equipes também. Vamos continuar trabalhando, buscando soluções dentro do elenco para fazer uma grande Série B”, completou.

Longe da elite do futebol brasileiro há dois jogos, o Cruzmaltino está confiante no acesso ao final da Série B do Campeonato Brasileiro 2022. É o que garante Zé Ricardo.

“A gente tem um grupo muito comprometido e que trabalha muito. Eles sabiam que o ano é difícil e de reconstrução. Nem tudo serão flores para a gente. Infelizmente, saímos na segunda fase da Copa do Brasil. Jogar aqui não é fácil. Outros grandes clubes estiveram aqui e passaram dificuldade também. Temos de continuar trabalhando, não existe outro caminho. Temos de acreditar no que planejamos. Vai dar certo no final do ano”, analisou.

Agora, o Vasco retoma as atenções para o Campeonato Carioca. Garantido no mata-mata do estadual, o time carioca entra em campo no próximo domingo (13), contra o Resende, no Estádio São Januário, pela última partida da Taça Guanabara.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*