Grupos de sócios do Bahia cobram contratação de Diretor de Futebol

A insatisfação com a situação do setor também foi registrada pela Revolução Tricolor

Com o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado, o Esporte Clube Bahia decidiu pelas saídas de Júnior Chávare (gerente de futebol) e Lucas Drubscky (executivo de futebol). Para o lugar de Chávare, o clube anunciou no dia 6 de janeiro João Paulo Sanches, que estava no Atlético-GO. Desde então, a diretoria tricolor iniciou a busca por um diretor de futebol, que até o momento não foi contratado. Na sua página no Twitter, o grupo de conselheiros “O Bahia é de todos e todas” vem fazendo uma contagem de dias sem a contratação do profissional.

 

“Estamos há 80 dias sem Diretor de Futebol! O recordes de dias sem Diretor de Futebol é de 80 dias”, escreveu o grupo no Twitter em publicação nesta segunda-feira (28).

Quem também se manifestou por meio das redes sociais foi o grupo Revolução Tricolor, demonstrando a insatisfação com os resultados do Bahia dentro de campo, e afirmando que é “impossível mudar adotando a mesma receita”. Além disso, também cobrou a contratação do Diretor de Futebol.

“A RT não se omite em relação às suas responsabilidades. Buscamos cumprir nosso papel de fiscalizar, cobrar e, naquilo que estiver em nosso alcance, contribuir. Como torcedores, compartilhamos a frustração com o rebaixamento ocorrido e com o início de ano aquém das expectativas. Não é possível esperar resultados diferentes adotando a mesma receita de sempre”, publicou.

“Mais de dois meses após o fatídico rebaixamento para a Série B, o Esporte Clube Bahia permanece sem Diretor de Futebol. Nesse ínterim, a Revolução Tricolor, em diversas oportunidades, manifestou, junto à Diretoria Executiva, o entendimento de que tal contratação é indispensável para a reformulação do elenco, com vistas principalmente ao acesso para a Série A.”

Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE