Rossi aciona o Bahia na Justiça e cobra 600 mil de direitos de imagem

O processo foi movido na na 8ª Vara Cível e Comercial de Salvador.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após deixar o Esporte Clube Bahia em meio a um impasse por uma cláusula que existia no contrato, o atacante Rossi foi anunciado em janeiro deste ano pelo Al Faisaly, da Arábia Saudita. Apesar de já não ter mais vínculo com o Esquadrão, o jogador ainda tem assuntos a resolver. Segundo informação do portal Info Bahêa, o atacante entrou na Justiça contra o clube baiano cobrando R$ 600 mil, referente direitos de imagem que não teriam sigo pagos entre maio de 2020 a março de 2021, e nos últimos dois meses de seu contrato.

 

O processo foi movido na na 8ª Vara Cível e Comercial de Salvador. Na ação, é afirmado pela defesa do atleta que o Bahia propôs parcelar a dívida em 18 meses, mas a proposta não foi aceita pelo atleta.

Natural de Prainha (PA), Rosicley Pereira da Silva, mais conhecido como Rossi, acumula passagens pelas divisões de base de Flamengo e Fluminense antes de se profissionalizar com a camisa da Ponte Preta, em 2012. Rodou ainda por Mogi Mirim, Paraná, Operário Ferroviário, São Bento, Goiás, Chapecoense até ser negociado com o Shenzhen FC, da China, em 2017. No futebol chinês, atuou apenas 8 jogos e marcou 2 gols.

Foi emprestado ao Internacional em 2018, onde marcou 1 gol em 30 partidas, e em 2019 vestiu a camisa do Vasco, sendo peça importante da equipe. Foram 41 partidas e 4 gols anotados. Chegou no Bahia no início de 2020, e ao todo, disputou 95 jogos, com 13 gols marcados e 12 assistências.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Ex-meia do Vitória vive expectativa por 1ª experiência no futebol do exterior
  2. Grupo City descarta investimento nos '12 grandes' clubes do Brasil
  3. Grupos de sócios do Bahia cobram contratação de Diretor de Futebol

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*