Dirigente do Grêmio confirma demissão do técnico Vagner Mancini

O treinador não resistiu as atuações ruins da equipe no Campeonato Gaúcho, inclusive, sendo vaiado pela torcida.

Na tarde desta segunda-feira, o Grêmio confirmou a demissão do técnico Vagner Mancini. O anúncio foi feito pelo vice-presidente de futebol, Dênis Abrahão, em entrevista à Rádio Gaúcha. O treinador não resistiu as atuações ruins da equipe no Campeonato Gaúcho, inclusive, sendo vaiado pela torcida. “Cheguei a conclusão, com o presidente, que o momento é de mudança. E vamos mudar já. O ambiente externo fez com que nós tomássemos essa decisão”, disse Denis à Rádio Gaúcha.

 

Em sua segunda passagem pelo Grêmio, Mancini comandou o time em 18 partidas, com nove vitórias, três empates, seis derrotas e aproveitamento de 55,55%. O treinador foi contratado em outubro passado para substituir Luiz Felipe Scolari, com a missão de salvar o time do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, e foi mantido no cargo mesmo com a queda confirmada.

Natural de Ribeirão Preto (SP), Vagner Mancini tem no seu currículo um título da Copa do Brasil pelo Paulista de Jundiaí, em 2005, títulos estaduais por Vitória (2008 e 2016), Ceará (2011) e Chapecoense (2017). Mancini acumula quatro passagens pelo Vitória, a primeira em 2008, quando chegou para substituir Vadão e conquistou o Campeonato Baiano de 2008. No ano seguinte, deixou o clube aceitando um convite do Santos em fevereiro de 2009, no entanto, meses depois acabou demitido e retornou ao Vitória em agosto após a demissão de Paulo César Carpegiani.

A terceira passagem foi em 2015, contratado com a missão de levar o time de volta à Série A, e conquistou o acesso com uma excelente campanha. Em 2016, conquistou o título baiano, mas em setembro foi demitido após uma derrota por 2 a 1 para o Flamengo pela 24ª rodada da Série A, resultado que manteve a equipe na zona de rebaixamento. A quarta passagem iniciou em 2017, com missão de tentar evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, objetivo alcançado pelo treinado. Em julho de 2018 foi demitido do Vitória após uma goleada sofrida diante do Atlético PR por 4 x 0 na Arena da Baixada. Depois, passou por São Paulo como coordenador técnico e ficou um período como treinador, além de Atlético-MG, Corinthians, Atlético-GO, América-MG e Grêmio.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Enderson Moreira e Vagner Mancini, dois treinadores, um subiu com o Botafogo e o outro caiu com o Grêmio.
    Gordiola que coloque suas barbas de molho. Esperamos que o GLOBO não tenha servido apenas para apagar incêndio e siga no rumo das Vitórias.
    Acho que esta semana será uma prova de fogo, pois o Bahia vai enfrentar o CSA e o Fortaleza fora de casa.
    Se tomar dois paus na quarta e domingo, segunda feira rola a cabeça de Guto Ferreira.
    Não terá outra saída, torcida não vai aceitar.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*