Impasse trava negociação, e David não participa de treinos no Vitória

Em entrevista à Rádio Itapoan FM, empresário do atacante do Leão da Barra, André Cury, alegou que diretoria não cumpriu acordo feito na gestão de PC

Foto: Letícia Martins / EC Vitória / Divulgação

Artilheiro do Vitória no final da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, o atacante David vive um momento delicado na carreira. Como resultado, o jogador esteve ausente do treinamento de rotina realizada na última quinta-feira (20) com o restante do elenco rubro-negro. Em função do não cumprimento de um suposto acordo firmado na gestão do presidente afastado Paulo Carneiro, no qual estava previsto que o clube cederia 10% dos direitos econômicos do atleta, o empresário do jogador, André Cury, informou que o polivalente atacante não participará mais das atividades do Leão da Barra enquanto não houver a resolução do assunto.

 

“O jogador notificou o clube ontem e quer os 10% dele. Temos como provar por áudios, e-mails e pela testemunha do próprio Manoel Tanajura Neto (gerente de futebol do Vitória). Diante disso, o jogador não vai mais treinar enquanto não resolver a situação dos 10%. Se o Vitória insistir nisso, ele irá entrar na Justiça para pedir a liberação do vínculo, pois o clube não está cumprindo com ele o combinado”, explicou André Cury, em entrevista à Rádio Itapoan FM.

Na última semana, o Rubro-Negro Baiano recusou uma investida do Metalist, da Ucrânia, por David. A proposta girava em torno de R$ 8 milhões por 100% dos direitos econômicos do atacante. Todavia, a proposta não agradou o Vitória, que almejava ter 20% de uma futura venda.

“Quanto a proposta, quase R$ 8 milhões, nunca um clube da Série C vendeu um jogador com mais de 20 anos por esse valor. Eu desafio a diretoria de apresentar uma proposta maior que essa para o clube não ficar no prejuízo. O jogador quer ir embora e não tem mais cabeça para ficar”, frisou o empresário.

Por outro lado, segundo o presidente interino do Leão, Fábio Mota, o percentual cobrado por David sequer figura no contrato.

“Para ter 10% tem que estar escrito no contrato. O contrato que o Esporte Clube Vitória tem com o jogador David não consta lá que o jogador David tem direito aos 10%. Se alguém prometeu a ele de dar 10%, não formalizou. O que ele colocou é que quando foi feito a renovação, foi dito que o David teria 10%, mas isso não está no contrato. O contrato que o Esporte Clube Vitória tem, o Vitória tem 83% do jogador. Sete é do empresário André Cury e 10% é do Jacuipense, alguma coisa assim.  Com relação a ele treinar ou não, é decisão dele, do empresário dele. A gente vai aguardar para ver o que é que vai acontecer. O que eu não posso, como presidente do clube é dar 10% de uma coisa que não está escrita em lugar nenhum”, comentou o gestor, em entrevista à Rádio Itapoan.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia comunica rescisão de contrato com o zagueiro Ligger
  2. Com Rodallega na academia, Bahia treina de olho no Doce Mel

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*