Presidente do Grêmio deixa em aberto permanência de Mancini para 2022

Em entrevista ao programa Seleção SporTV, Romildo Bolzan notificou que vitórias são importantes para manter qualquer treinador no cargo no futebol brasileiro

Foto: Mourão Panda / América-MG

Na luta contra o rebaixamento à Série B, o Grêmio buscou o empate diante do Flamengo, por 2 a 2, com um a menos, na noite desta terça-feira (23). Ciente da situação do Imortal Tricolor, o presidente Romildo Bolzan tratou da temática em entrevista ao programa Seleção SporTV horas antes da partida. Questionado sobre as razões para o time desempenhar atuações ruins na atual temporada do Brasileirão, o mandatário mencionou o surto de Covid-19 após o término do Campeonato Gaúcho como ponto de partida da dificuldade da equipe gaúcha no começo da competição nacional.

 

“Tivemos um surto de Covid que demoramos praticamente dois meses para recuperar todo o elenco. Isso determinou uma queda técnica muito violenta, até recuperar tudo isso. Ainda bem que chegando ao final do campeonato, ainda com chances dependente de nós e de mais ninguém, conseguimos de certa forma estarmos entrando em uma ascendente. Aí se reflete toda a preparação. A recuperação desses jogadores, inclusive de lesões. O elenco, totalmente à disposição do treinador”, analisou.

Outro ponto do bate-papo com Romildo foi sobre a possibilidade de manter o técnico Vagner Mancini, ex-Vitória, no cargo para a temporada 2022, mesmo em caso de rebaixamento. O presidente deixou o emprego do treinador em aberto, mas admitiu que a possibilidade é grande.

“Quem vence tem perspectiva de continuidade. Quem não vence tem dificuldade de permanecer. No futebol é isso. É um trabalho muito consistente, organizado e que tem uma didática muito boa. É um treinador que se comporta e relaciona muito bem com o grupo de jogadores, capacidade de diálogo muito forte. Constrói alternativas com todos, faz suas alternativas e tem suas convicções. Mantém um diálogo excepcional no nível diretivo. Consegue transformar o ambiente em aberto, democrático. E principalmente com soluções coletivas. Acho que isso é o fundamental. Não vejo como não ter continuidade no ano que vem independente do que aconteça, mas tenho muita convicção que vamos ultrapassar esse momento”, finalizou.

Na 18ª posição, o Grêmio soma 35 pontos. Até então, está a quatro pontos do Juventude, primeiro time fora do Z-4. Para reduzir a distância para fora da zona de degola, o Tricolor dos Pampas visita o Bahia nesta sexta-feira (26), às 19h, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Vila Nova tem dois desfalques e um retorno para enfrentar o Vitória
  2. Grêmio tem quatro dúvidas para enfrentar o Bahia; veja provável time

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*