De volta ao Atlético-BA, Ronan abre o jogo sobre afastamento e saída do Vitória

Jogador revela que sofreu injustiça em alguns momentos no Leão da Barra, mas destaca dedicação enquanto esteve à disposição do clube

Foto - Pietro Carpi / EC Vitória

No início de outubro deste ano, o Esporte Clube Vitória efetuou uma limpa no elenco principal mediante análise da diretoria. Dentre os jogadores afastados, o atacante Ronan, artilheiro do Campeonato Baiano 2021 compôs o grupo de atletas que passaram a ficar indisponíveis por opção técnica no clube. Nesse sentido, por causa do afastamento, o jogador definiu como melhor solução a rescisão contratual e o retorno para o Atlético de Alagoinhas.

 

Após cumprir sua primeira passagem no Carcará, Ronan passou pelo Leão da Barra por pouco menos de cinco meses. Como resultado, participou de sete jogos, sendo dois como titular, no entanto, não conseguiu balançar as redes. Ainda assim, apesar da pouca participação com os técnicos Rodrigo Chagas, Ramon Menezes e Wagner Lopes, o atacante acredita que somente a “sequência” seria capaz de mostrar os resultados positivos para a comissão técnica.

“Eu penso que faltou sequência. Sou jogador que sou forte no drible, no um contra um, velocista. Para decidir um jogo em 20, 15 minutos, é uma dificuldade enorme, ainda mais com o futebol bem evoluído. O que eu queria mesmo para mim era sequência, sempre pensei nisso. Falei para os meus empresários que com uma sequência de três, quatro jogos, eles iam ver que tenho qualidade”, analisou em entrevista ao “ge”.

Ronan revela injustiça por falta de oportunidades no Vitória

Por outro lado, no período de anúncio oficial do Rubro-Negro Baiano, o técnico Wagner Lopes destacou a qualidade do atleta, porém, priorizou outros jogadores que apresentam rendimentos superiores, segundo o treinador. Para Ronan, em alguns momentos ele sofreu injustiça no clube, mesmo com dedicação dentro dos treinos.

“A palavra não é arrepender porque realizei um sonho, estive lá e consegui desfrutar. Mas se eu pudesse voltar no tempo, hoje não sei se escolheria o Vitória por tudo que passei no clube. Acho que, em alguns momentos, fui injustiçado sim. Mas trabalhei bastante”, pontuou.

Lamentado com a exclusão dentro do ex-clube, Ronan agradeceu também o apoio da torcida rubro-negra nas redes sociais, que cobrava bastante a utilização do jogador no decorrer da Série B do Campeonato Brasileiro 2021.

“Me empolgava porque sabiam o quanto eu podia render e estava trabalhando muito para quando tivesse oportunidade. Não foi possível ter sequência, mas deixo meus agradecimentos. Agradeço a torcida do Vitória por todo apoio. Eu queria ter oportunidade de dar alegria a eles fazendo gols. Infelizmente não foi possível”, afirma.

“Tenho muita gratidão por ter vestido e conseguido honrar um pouco o manto que vocês tanto amam. E dizer muito obrigado por todo apoio em todos os momentos. Estou orando e torcendo para que o clube volte a viver aqueles momentos de glórias que estão eternizados de acesso para Série A. Quem sabe no futuro próximo possa dar alegria. Alegria por falta de oportunidade que não pude dar agora”, completou.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*