Vitória próximo de acertar a sétima renovação para a temporada 2020

João Victor pertence ao Santa Cruz que negocia com o Leão

Foto: Leticia Martins/EC Vitoria/Divulgação

O Esporte Clube Vitória segue trabalhando para segurar o zagueiro João Victor, que pode ser o sétimo jogador a renovação contrato com o clube. O defensor pertence ao Santa Cruz e seu empréstimo vence no final do ano, ou seja, para ficar com o jogador, o clube baiano precisa pagar o valor estipulado no contrato (R$ 800 mil por 50% dos direitos econômicos). Paulo Ricardo, empresário do atleta, não revelou detalhes e valores, mas confirmou que as negociações estão avançadas. O Leão já acertou as renovações de seis atletas que defenderam o clube em 2019: os laterais Thiago Carleto, Jonathan Bocão e Van, os volantes Gabriel Bispo e Romisson e o atacante Felipe Garcia. Outro que fica para a próxima temporada é o treinador Geninho.

 

Até aqui, foram anunciados pelo Esporte Clube Vitória o lateral-esquerdo Rafael Carioca e Gerson Magrão, meia que atua também como volante e lateral-esquerdo. Além desses jogadores já confirmados para 2020, o rubro-negro promoveu seis jovens da categoria de base para o time principal. Somam-se a Carlos e John o lateral direito Wellisson, de 20 anos; os volantes Maykon Douglas e Guilherme Rend; e o meia Matheus Tenório.

João Victor chegou ao Vitória no início de setembro, pode ter mais oportunidades em 2020, afinal, cinco concorrentes de posição deixam a Toca do Leão. Dupla de zaga titular durante boa parte da Série B, Everton Sena e Ramon não permanecem. O primeiro vai disputar o Paulistão pelo Novorizontino, enquanto o segundo não chegou a um acordo para renovação e fica livre no mercado, mesmo caso de Bruno Bispo. Zé Ivaldo, por sua vez, encerrou o empréstimo e volta ao Athletico-PR, enquanto Dedé volta ao Santos-AP. Com isso, até agora, só estão confirmados na zaga dois atletas recém-promovidos da equipe sub-23 ao elenco principal: Carlos, de 19 anos, e John, de 18.

João Victor Carroll Santana tem 22 anos e surgiu nas divisões de base do Santa Cruz. Se profissionalizou em 2015 chegou a atuar algumas vezes pelo time principal em 2017 antes de ser emprestado ao Rio Verde-GO. Em 2018, defendeu o time sub-23 do Santa no Campeonato Brasileiro de Aspirantes, entrando em campo sete vezes, mas seu melhor momento pelo time pernambucano foi em 2019, disputando 32 jogos, entre Copa do Brasil (4), Copa do Nordeste (4), Campeonato Pernambucano (6) e Série C (18). No Vitória, atuou apenas o último jogo pela Série B.

LEIA TAMBÉM

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*