Vitória foi procurado por ex-jogadores, mas descartou as contratações

Vice-presidente do Leão explicou as desistências

Muitos ex-jogadores, alguns tratados como ídolos, procuraram o Esporte Clube Vitória e mostraram o interesse de retornar ao clube na temporada 2019, caso do meia Escudero, do atacante Neto Baiano, do volante Dudu Cearense, e também do meia-atacante Zé Love, revelação feita pelo vice-presidente do Leão, Chico Salles, ao programa Nação Rubro-Negra, na Rádio Itapoan FM, na última sexta-feira (21). No entanto, a diretoria rubro-negra descartou as contratações. Alguns chegaram até a conversar, mas não avançou para uma proposta oficial. O dirigente explicou os motivos das desistências.

“Para acabar com essa polêmica, eles são ídolos do clube, Escudero, Neto Baiano e Dudu Cearense, eles entraram em contato, mostraram interesse de retornar ao clube, só que obviamente nós hoje precisamos analisar muito a nossa possibilidade e a questão de performance. Então, Escudero está há muito tempo parado, desde que ele jogou no Vasco, que não teve uma passagem boa, ele rescindiu e há muito tempo está inativo. Além disso, tem um patamar salarial que é inviável para o clube. Então, é difícil fazer. Neto é um ídolo que a gente quer fazer sim uma homenagem, mas entendemos que nós precisamos de outro perfil de atacante, com mais de dinâmica, um pouco mais jovem. E também o Dudu, até o Zé Love também entrou em contato, mas hoje estamos fazendo tudo alinhado com o nosso Centro de Inteligência, com o Marcelo Chamusca, com a nossa direção de futebol, para justamente ter um consenso e a decisão ser de todos”, explicou.



Escudero tem 31 anos e defendeu o Vitória por três temporadas (2013, 2014 e 2015), participando da melhor campanha do Leão na Série A chegando perto da classificação para a Libertadores. No total, foram 93 jogos pelo rubro-negro e 18 gols marcados. Deixou o clube baiano no final de 2015 para jogar no Puebla do México, mas retornou ao Brasil em 2017 contratado pelo Vasco onde jogou somente no ano passado 20 jogos anotando um gol.

Neto Baiano, de 36 anos, conquistou apenas um título pelo Vitória, o Baiano de 2009, mas é querido pela torcida rubro-negra pelos muitos gols marcados no Barradão, inclusive, ele é o maior artilheiro da história do Estádio com 88 gols em 216 partidas nas três passagens pelo clube baiano (2009, 2011 e 2015), além disso, foi o autor do milésimo gol do Manoel Barradas. Pelo CRB, desde 2016, ele fez mais de 155 jogos e marcou 48 gols, sendo bicampeão alagoano.

Após surgir no Vitória em 2001, Dudu Cearense foi vendido ao Kashiwa Reysol (Japão), em 2004. Depois rodou por Rennes (França), CSKA Moskva (Rússia), Olympiacos (Grécia), Atlético Mineiro, Goiás, OFI (Grécia), Maccabi Netanya (Israel), Fortaleza e Botafogo. Estava no Fogão desde 2016 e ao todo, entrou em campo 48 em 3 anos, marcando 2 gols. Esse ano entrou em campo 7 vezes. Pelo Leão, Dudu foi campeão baiano (2002 e 2003), além de ter conquistado a Copa do Nordeste em 2003.

Já Zé Love, de 31 anos, passou rapidamente pelo Vitória em 2016, marcando 4 gols em 13 jogos. Em 2018, defendeu o Al-Faisaly FC, da Arábia Saudita e também o Oeste, e só entrou em campo 12 vezes (6 por cada equipe). Revelado no Palmeiras, acumula passagens ainda por Fortaleza, Grêmio, São Caetano, Sport-PE, Santos, ABC, São Cartano, Genoa-ITA, Shanghai Shenxin-CHI, Coritiba, Goiás e Figueirense, entre outros.

VEJA TAMBÉM

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*