Frustração: Guerrero sofre nova derrota e segue com a pena à cumprir

O atacante Paolo Guerrero sofreu mais uma derrota, agora da Justiça Federal da Suíça que negou pedido de efeito suspensivo feito pelo peruano. Com isso, o jogador segue com a pena a cumprir e dificilmente volta a campo antes de abril de 2019, quando sua punição imposta pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) se encerra.

De acordo com o site Globoesporte, Guerrero tentou a aprovação de uma nova liminar pouco mais de um mês após ter a antiga, com a qual participou da Copa do Mundo pelo Peru, revogada, às vésperas de sua estreia, que ocorreria contra o Palmeiras (empate em 0 a 0). Desde então, se viu impedido de, inclusive, trabalhar com os companheiros no Centro de Treinamentos do Parque Gigante.



Para tentar sua liberação, Guerrero e sua equipe promoveram uma inspeção no hotel ao qual alega ter tomado o chá contaminado que causou a punição por doping. Algo que entende ser culpa do estabelecimento.

– Estou muito indignado de voltar neste local onde passei mal. Estou punido por oito meses a mais e lutando pela minha inocência. É óbvio que querem acabar com a minha carreira. Queria estar no meu país jogando, celebrando, mas estou aqui passando vergonha. Não estou bem. Estou indignado por passar por este momento – afirmou à época.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*