Torcedor deverá usar tornozeleira eletrônica para entrar no Estádio

São os tempos modernos. Um torcedor do Internacional, adversário do Bahia nesta quarta-feira, deverá usar tornozeleira eletrônica por cerca de dois meses, após descumprir decisão judicial e comparecer ao Beira-Rio no último domingo, na vitória do Colorado por 1 a 0 contra o Paraná, partida válida pela 19ª rodada do Brasileirão. Essas informações são do jornal o Povo de Porto Alegre.

Ainda com a publicação, a ordem de monitoramento do juiz Marco Aurélio Martins Xavier atende o pedido do Ministério Público (MP) e torna mais rigorosa a medida cautelar já aplicada ao torcedor, afastando-o dos estádios por 90 dias. Segundo o MP, o torcedor teria desrespeitado a proibição em outras oportunidades.

“Restou evidente o descumprimento da medida cautelar, o que deve merecer o agravamento do meio de fiscalização, a fim de ver garantida a sua efetividade”, disse no despacho Martins Xavier.

Confusão em ônibus



O magistrado determinou também o afastamento dos estádios de outro torcedor colorado por envolvimento em briga com um gremista em um ônibus da linha T-2. O colorado estava a caminho do aeroporto para recepcionar o jogador recém-contratado Guerrero na última quarta-feira. A confusão, que seguiu quando ambos desceram do veículo, foi gravada e divulgada em redes sociais.

O torcedor do Internacional apresentou-se espontaneamente à Procuradoria do Torcedor (MP). A cautelar de afastamento tem duração de até 30 dias, e exige apresentação em delegacia durante os jogos do clube gaúcho. Já o torcedor gremista seria ligado à organizada Super Raça, sem vínculo oficial com o clube Tricolor

Deixe seu comentário