Claudinei de Oliveira assume o Paraná pela terceira vez, a primeira na Série A

Claudinei Oliveira foi confirmado hoje à tarde como o novo técnico do Paraná. O treinador que pediu demissão do Sport-PE após perder para o São Paulo na rodada passada do Campeonato Brasileiro, chega para substituir Rogério Micale. O acordo aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (15). Aos 48 anos, Claudinei dos Santos Oliveira chega para o seu terceiro ciclo à frente do Tricolor.

“É sinal de que algum legado positivo eu deixei. Estou feliz com o convite, sabendo que temos uma árdua missão pela frente. Mas, sei também que os objetivos só serão alcançados com a união de todos, jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida”, disse o novo comandante paranista.

O objetivo de Claudinei, que chega em Curitiba nesta quinta-feira, é buscar um rápido entrosamento com os demais integrantes da comissão técnica e com os atletas e correr atrás de uma guinada na competição. “Vi alguns jogos do Paraná. O perfil de cada jogador você só vai conhecer no dia a dia. Precisamos, o quanto antes, recuperar a confiança desses atletas, pois sei que não é fácil ficar tanto tempo na parte de baixo da tabela”, destacou.



Claudinei Oliveira – independente de questões financeiras – destacou que não poderia, jamais, recusar um convite do Paraná. “No final de 2015, estava há algum tempo fora do mercado e o clube me abriu as portas. Agora, espero retribuir da melhor forma e lutar muito para que consigamos os objetivos. Temos muitos jogos pela frente e é preciso, acima de tudo, acreditar no nosso potencial”, frisou o treinador.

Será a primeira vez de Claudinei à frente do Paraná na Série A. Em 2014 e 2016, ele dirigiu o time na disputa do Brasileiro da Série B. Na temporada de 2014, o treinador chegou para a disputa da Segundona e esteve à frente do Tricolor por 22 jogos (sendo dois deles pela Copa do Brasil). Em 2016, Claudinei iniciou o trabalho já na largada da temporada, comandou o time no Paranaense e depois no início do Brasileiro, totalizando 27 partidas.

O treinador chega ao lado de outro conhecido da torcida tricolor. Luciano Gusso será o seu auxiliar-técnico. Os dois estavam juntos no comando do Sport, nesta temporada.

Deixe seu comentário