Técnico do Flamengo celebra triunfo em cima do Bahia

O Esporte Clube Bahia perdeu outra fora de casa, agora para o Flamengo na tarde desta quinta-feira (31). No Maracanã lotado e rubro-negro, o tricolor de aço foi derrotado pelo placar de 2 x 0 de Diego e Lucas Paquetá marcaram os gols do time carioca que retomou a liderança do Campeonato Brasileiro da Série A. Já o Bahia estagnada no com oito pontos caiu para a décima sexta posição e pode também retornar, porém para a zona de rebaixamento, caso com duelo em Atlético-PR e Santos que acontece às 21h tenha um vencedor.



Após a partida, o técnico Maurício Barbieri falou com a imprensa em entrevista coletiva veiculada pelo site oficial do time carioca.

“Fizemos um bom primeiro tempo, procuramos ajustar e trabalhar durante a semana alguns pontos. Viemos de dois jogos sem esse protagonismo que tivemos na etapa inicial e queríamos isso. O Diego foi muito bem, o Lucas Paquetá também marcou um gol fazendo exatamente o que combinamos. Perdemos dois atletas por lesões e tivemos que mudar, por isso precisei tirar o Henrique Dourado. Estávamos perdendo o controle da partida, então a ideia foi voltar para o que estava antes e tirar os espaços do Bahia. Vale destacar o Diego Alves, que foi muito bem quando exigido”, afirmou o treinador.

Perguntado sobre o desempenho de Renê, que deu duas assistências nos dois gols marcados nesta tarde, Barbieri celebrou sua evolução. “Ele vem tendo um desempenho regular e oscila muito pouco. Está crescendo na questão ofensiva, que era um ponto criticado antes, e fico muito feliz. Outros atletas também estão evoluindo. O Rômulo entrou no segundo tempo e foi muito bem, o Thuler também. À medida que a equipe tem boas atuações, os jogadores também terão individualmente”, comentou Maurício.

“Independente de adversário, sempre vamos buscando a vitória. Sabemos da sequência difícil, mas isso não muda. Sempre costumo dizer que temos que desequilibrar o adversário no ataque e fazer bem na defesa também. Conseguir fazer com que a equipe entenda que, quando não der para encaixar o ataque como fizemos no primeiro tempo, precisamos ter mais alternativas. Não quero que sejamos uma equipe que só espera na defesa para sair no contra-ataque”, disse Barbieri.

Ao sair do gramado, o treinador aplaudiu a Nação e recebeu o carinho dos torcedores. “Aplaudi para mostrar que precisamos deles o tempo inteiro. Quando eles vêm ao estádio e nos apoiam do início ao fim, isso faz muita diferença e é muito importante. A Nação é fundamental”, exaltou.

“Encaramos como mais uma decisão. O campeonato mata-mata tem essa característica, precisamos estar bem e vencendo sempre. O Flamengo é muito forte em casa e um dos melhores mandantes, então contamos com essa força jogando aqui para buscarmos essa vitória. O Corinthians é uma grande equipe, tem um treinador jovem assumindo. Acho que será um grande jogo”, completou Barbieri.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*