Gustavo Blanco diz que se sentiu um marginal com protestos de atleticanos

Em entrevista após o triunfo do Atlético-MG sobre o Vitória, no último domingo (22) por 2 a 1 no Independência, o volante Gustavo Blanco fez um desabafo diante dos protestos da torcida do Galo na chegada do elenco a Belo Horizonte depois do empate com o Ferroviário, por 2 a 2, pela Copa do Brasil.

O atleta, que pertence ao Bahia e está emprestado ao clube mineiro até dezembro, revelou que se sentiu um “marginal” por conta do acontecimento. Blanco diz ainda entender o lado da torcida, mas afirmou que situações “chatas” como essa não podem se repetir. Veja abaixo:



“Eu estava até comentando, a gente vinha em uma sequência de resultados ruins. Teve a questão do aeroporto, que particularmente para mim foi muito chato. Cheguei em casa bastante triste porque a gente trabalha muito. E quando chegou ali, eu liguei até para o meu pai e disse ‘pô, me senti um marginal sabe, eu não fiz nada de errado para acontecer aquilo’ […] A gente entende o torcedor, o Atlético é time grande, tem muita cobrança, mas isso no futebol brasileiro tem que acabar”, disse o jogador.

Botafogo-PB x Bahia: Veja quem vai para o jogo da Copa do Nordeste

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*