Em vídeo, Warley desabafa “Fui ferido a facadas e a verdade vai prevalecer”

"Tive o celular roubado e encontrado na casa do acusado pela polícia", diz Warley

Após ser vítima de assalto e sofrer esfaqueamento, o ex-jogador Warley e atual gerente de futebol do Botafogo da Paraíba, falou pela primeira vez do acontecimento. Bem e não correndo nenhum risco, ele voltou a afirmar a veracidade do fato e depoimento prestado ao delegado Diego Garcia. Warley disse que a verdade vai prevalecer, de que ele foi agredido covardemente.

“Diante de tudo que foi veiculado sobre mim na imprensa, venho reafirmar o depoimento prestado ao delegado Diego Garcia. Fui vítima de um assalto e ferido a facadas pelo acusado. Repito: fui vítima e fui agredido covardemente pelo acusado. Tive o celular roubado e encontrado na casa do acusado pela polícia”, diz Warley.

O acusado é Victor Coelho da Silva que durante interrogatório negou que tenha agredido o ex-jogador, na última sexta-feira (26), em João Pessoa (PB). Revelou ainda que Warley acabou se esfaqueando de forma acidental. Victor ainda acusou o ex-atacante de não ter pago um programa sexual que teria feito com ele na noite do crime. O acusado admitiu aos policiais que estava com o celular da vítima. Após ter sido ouvido pela Polícia Civil, ele foi preso e autuado em flagrante pelos crimes de tentativa de latrocínio e agressão.

“Escapei pela graça de Deus e por médicos que foram anjos. Lamento o ocorrido, tive minha imagem afetada, mas tenho certeza que os fatos vão prevalecer. Não perdi a vontade de dar a volta por cima. Vocês sabem meu caráter ,que sou pai de família. As pessoas julgaram e não pensaram que tenho família, filhos e carreira nova como gerente de futebol, mas tenho certeza que o que fiz pelo futebol esse episódio não apagará”, disse também Warley.

Veja o vídeo:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*