Com votação contestada, eleição do Vasco vai parar na Justiça

Urna foi isolada e lacrada para ser analisada posteriormente em juízo.

Após a chapa de Eurico Miranda, “Reconstruindo o Vasco”, vencer nas urnas no início da madrugada desta quarta-feira, com 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant e 421 de Fernando Horta, iniciou toda a polêmica e a eleição cruzmaltina vai novamente parar na justiça.

A oposição promete lutar para anular os 475 votos da urna 7, que foi isolada e lacrada para ser analisada posteriormente em juízo. Sem esses votos, Brant seria o vencedor com 1.935 votos, e Eurico o segundo com 1.683.

Presidente da Assembleia Geral, Itamar Ribeiro de Carvalho disse que não acredita em mudança do resultado na justiça, já que não vê irregularidades nos sócios que votaram na urna 7.

Deixe seu comentário