Bahia sofre APAGÃO, mas consegue vencer o Juazeirense

O Esporte Clube Bahia finalmente teve sua invencibilidade defensiva quebrada, após 681 minutos sem tomar gol em jogos oficiais na temporada 2017, e quem conseguiu esse “feito” foi o tímido Juazeirense que deu trabalho ao Esquadrão na etapa final e por pouco não jogou água no chopp tricolor com gol de pênalti que desestabilizou totalmente os mandantes no segundo tempo. No entanto, mesmo jogando com a equipe considerada reserva e fazendo o feijão com arroz dentro do estádio de Pituaçu, conseguiu o triunfo por 2 a 1 com gols de Gustavo e Mário, resultado que mantém o Tricolor na cola do líder Vitória no Campeonato Baiano, agora com 10 pontos (3 triunfos e 1 empate) e chegando à 8 jogos de sem ser derrotado no ano e 100% atuando em como mandante.

O primeiro tempo foi praticamente um treino de luxo, ataque contra defesa, é claro, diante da proposta de jogo do Juazeirense que era se defender com eficiência e tentar surpreender nos contra-ataques, por um momento conseguiu dificultar a criação do Bahia, no entanto, o Esquadrão mesmo sem entrosamento e errando alguns passes bobos aos poucos foi amadurecendo e chegando com mais perigo, insistindo nos lançamentos longos de Renato Cajá e na boa movimentação de Régis pelos lados do campo jogando mais solto. A zaga tricolor, por sua vez, não teve muito trabalho. Enquanto isso, o ataque sofreu para se aproximar da área e criar chances claras, mesmo assim, o gol tardou, mas não falhou, e aos 45 minutos Régis cobrou falta com precisão na cabeça de Gustagol que marcou o seu terceiro gol na temporada 2017, agora artilheiro do time ao lado de Diego Rosa.

No segundo tempo o Bahia sofreu um APAGÃO após o gol do Juazeirense aos 6 minutos, de pênalti convertido pelo lateral Nem. A apatia tomou conta do time que não conseguiu mais criar, nem as mudanças do técnico Guto Ferreira colocando Mário, Marcio Antônio e Zé Rafael surtiram tanto efeito, diga-se, a equipe do interior esteve mais próxima da virada do que o Bahia de marcar o segundo. Porém, mesmo desestabilizado e jogando na base do “tudo ou nada”, o Esquadrão conseguiu ao menos ser eficiente para marcar o segundo gol com Mário aos 37 minutos que deu o triunfo ao Tricolor Baiano, aumentando a invencibilidade no ano para 8 jogos (5 triunfos e 3 empates). Além disso, resultado importante na cola do líder Vitória no Campeonato Baiano.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*