A saída de Eduardo Bahia do ECPP

O futebol brasileiro tem uma política de resolver o problema do time eliminando quem o coloca em campo,  o rodízio de treinador é uma rotina do futebol e na Bahia nao é diferente,  os resultados não aparecem,  descarta treinador e recomeça a história que quase sempre se repete e esse rodízio se torna constante e enjoativo,  enquanto o time segue descendo ladeira a baixo. 

Mas como dito,  geralmente essa saída de treinador ocorre quando os resultados não estão aparecendo ou voluntariamente quando o salário está atrasado,  ocorre que essa semana nem uma coisa nem outra ocorreu com o time do ECPP Vitória da Conquista mas ainda assim,  mesmo no G-4, com boa campanha e excelente aproveitamento à frente da equipe,  o treinador Eduardo Bahia,  com salário em dias,  arrumou as malas alegando problemas pessoais e deixou o time conquistense. 

Em conversa com o presidente Ederlane Amorim,  ele informou a esse blog que toda equipe está com o salário em dias,  além do treinador que além do salário em dias, estava satisfeito com o elenco e com a estrutura do time,  todavia,  após a partida contra o Fluminense de Feira procurou a diretoria alegando por problemas pessoais seu desejo de deixar o clube, o presidente conversou com o treinador que permaneceu trabalhando normalmente,  ainda esteve no comando do time na goleada diante do Atlântico e do empate contra o Jacobina, porém,  logo após o empate deixou o cargo a disposição. 

 O que surpreende


O que surpreende é que Eduardo Bahia deixa um time na primeira divisão do Campeonato Baiano com reais chances de se classificar e com um plausível retrospecto, pelo PFC-Cajazeiras que disputará apenas a série de acesso do Campeonato Baiano.  Para seu lugar,  o auxiliar técnico Guilhermino Lima assumirá a equipe mesmo que temporariamente,  pois,  numa fase decisiva com partidas importantes a diretoria não pode correr o risco de entregar o elenco a um treinador que não conheça o elenco,  pois não a tempo para adaptação.

O treinador Eduardo Bahia teve uma boa passagem pelo clube,  mas deixou o clube numa hora ruim,  mesmo bem colocado,  justamente pela fase decisiva que o time se encontra na competição.  Eduardo deixa o time na quarta posição com 10 pontos ganhos,  com dois pontos atrás do líder Vitória. O treinador Guilhermino Lima na próxima rodada já tem um grande desafio contra o Bahia,  são pontos importantíssimos na briga pela classificação. 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*