Vitória reage e por pouco não vence o Atlético-PR

O Esporte Clube Vitória arrancou um empate valoroso, atuando fora de casa, e enfrentando o Atlético-PR, embalado e invicto dentro de casa e não havia empatado uma partida no atual estágio da competição. Mesmo sentindo a ausência do zagueiro Kanu, suspenso, o Leão fez uma boa partida no primeiro tempo, mas acabou sendo penalizado com falhas individuais da sua própria defesa e, só por isto, saiu atrás do placar numa falha do lateral Diego Renan. No entanto, no segundo tempo, subiu de produção, avançou o time, perdeu o medo, ganhou coragem, foi para a cima e empatou e até mereceu virar o placar pelo maior volume de jogo, e pelas chances criadas e perdidas. Mesmo com resultado de empate em 1 x 1, o Leão, agora com 19 pontos, se mantém na 12ª posição e aumenta de três para quarto pontos a distância da zona morta da competição.

Primeiro tempo disputadíssimo entre Atlético-PR e Vitória. Uma etapa de jogo marcada por uma proposta clara do Leão. Se fechar na defesa e sair quando possível em contra-ataque rápido, enquanto o Atlético-PR, dono da posse de bola por boa parte dos 45 minutos, esbarrava na forte marcação baiana, com Victor Ramos ganhando todas as disputas com os atacantes paranaenses, no entanto, se os atacantes tinham dificuldades, o lateral Diego Renan, sempre destacado nos jogos do Vitória, vacilou e resolveu facilitar quando, aos 44 minutos, recuou mal de cabeça uma bola para o goleiro Caíque, mas não observou, que entre ele e o goleiro, havia o atacante Pablo, que se aproveitou e fez 1 x 0, porém, vale lembrar, que antes disso, o zagueiro Ramon de forma bizarra, ensaiou a falha, quando também recuou uma bola esquisita que o goleiro Caíque, desta vez, se virou e evitou, o que seria o primeiro gol do furação. Destaque negativo para Dagoberto, que vaiado o tempo inteiro pela torcida adversária, quase não acertou um passe.

No segundo tempo o Vitória trocou Nickson por Serginho, que fez estréia no time baiano e o time melhorou, sem alternativa, abandonou a disposição técnica dos contra-ataques, avançou o time, pressionou logo nos primeiros minutos da etapa, melhorou e passou a dominar a partida com a entrada de Vander, no lugar de Dagoberto e acabou empatando o jogo com gol de Diego Renan, convertendo pênalti sofrido por Kieza. Depois disso, não reduziu a pegada, tomou contra-ataque, mas continuou em cima e, por pouco, não volta para casa com os três pontos que, se acontecesse, seria um placar merecido pelo que foi o jogo, notadamente no 2ª tempo.

Deixe seu comentário

6 Trackbacks / Pingbacks

  1. http://wedandevent.pl/olowek-trojkatny-z-gumka-grip-2001-hb-1963.php
  2. 우리카지노 쿠폰
  3. 카지노사이트
  4. Dave Holmes Coldplay
  5. con heo dat
  6. paper die cuts

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*