Vitória do time de guerreiros no Maracanã

Reprodução

Com competência e poder de superação o Vitória venceu por 3×2 a equipe do Fluminense em partida válida pela 31ª rodada do campeonato brasileiro. Com o resultado o rubro negro atinge 47 pontos ocupando agora a 06ª colocação e mantendo acesa a meta de atingir o G4 da competição.

Atuando com menos 01 jogador desde o 17 minutos do primeiro tempo devido a expulsão do zagueiro Kadu o treinador Ney Franco precisou mudar o sistema tático da equipe com a entrada de Luiz Gustavo para compor a dupla de zaga com  Victor Ramos e recompor o meio campo de marcação sem tirar as características ofensivas da equipe.

A partida foi marcada pela aplicação tática da equipe do Vitória que entrou em campo determinado a conquistar os 03 pontos fundamentais para manter as chances de conquistar uma vaga para disputa da taça Libertadores da América. 

Destaque para o jogador Marquinhos autor do primeiro gol e que se movimentava bem pelo lado direito levando perigo ao gol de Diego Cavaliere. E foi numa jogada rápida de ligação direta entre a defesa e o ataque onde Dinei disputa a jogada pelo alto a bola sobra para Marquinhos da entrada da área  bater cruzado e abrir o marcado fazendo 1×0.

Surpreendido e precisando do resultado o time de Vanderlei Luxemburgo se atira ao ataque e numa boa jogada pela linha de fundo o jovem Biro Biro bate cruzado e Ayrton numa infelicidade acaba fazendo gol contra e determinando a igualdade na partida.

Com o gol tricolor a equipe da casa dava espaços para o contra ataque e visando aproveitar essa deficiência Willian Henrique entra no lugar de Renato Cajá no sentido de dar um maior poder ofensivo a equipe do Vitória pelo lado esquerdo.

Logo no início da etapa complementar Rafael Sobis aproveita a bola cruzada e que ninguém da defesa rubro negra cortou e toca para o fundo da meta do goleiro Wilson que nada pode fazer. 

Não demorou muito e após jogada de Marquinhos que chutou cruzado para a defesa parcial de Diego Cavalieri e o lateral esquerdo Juan escorou de cabeça empatando mais uma vez a partida aos 17 minutos.

O Vitória taticamente em campo tinha o paraguaio Cáceres na proteção da zaga e o meia Escudero atuando mais recuado, porém saindo com qualidade no passe nas jogadas de contra ataque .

Sem deixar o Fluminense esboçar qualquer reação aos 19 minutos em mais uma boa jogada de Marquinhos a bola sobra livre para o talismã rubro negro Willian Henrique colocar o Vitória à frente e dar números finais a partida.

Mais um vitória maiúscula do rubro negro fora de casa que taticamente superou o esquema do adversário e  obteve um triunfo incontestável com gols legítimos apesar da arbitragem questionável no lance da expulsão que deu margem a interpretações à medida que retardou a aplicação do cartão optando por expulsar o jogador Kadu do Vitória. 

Próximo adversário a equipe do Corinthians que não vem fazendo uma grande campanha no Campeonato Brasileiro. Para essa partida o competente técnico Ney Franco não contará com a dupla de zagueiros titular e a provável formação é com Luiz Gustavo e a disputa fica entre Renato Santos e Reniês que serão observados pelo treinador.

A nação rubro negra desde já está convocada para lotar as dependências do Barradão e jogar junto com a equipe na busca de mais uma grande vitória fundamentais para as pretensões do clube de disputa de uma competição internacional.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 3 VITÓRIA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 27 de outubro de 2013 

Horário: 18h30

Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)

Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Flavio Gomes Barroca (RN)

Cartões amarelos: Gum, Rafinha e Leandro Euzébio e Victor Ramos 

Cartões vermelhos: Kadu 

Gols: Ayrton, contra, 27, Marquinhos, 24 do 1º; Rafael Sobis, 13, Juan, 18 e William Henrique, 19 do 2º

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum (Felipe), Leandro Euzébio e Igor Julião (Ronan); Edinho, Diguinho (Marcos Júnior), Jean e Rafinha; Biro Biro e Rafael Sobis.Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA: Wilson, Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel (Luís Gustavo), Cáceres, Escudero e Renato Cajá (William Henrique); Marquinhos e Dinei (Euler). Técnico: Ney Franco

Alessandro Granda, é torcedor do Vitória, parceiro, colaborador, estudante de jornalismo e administra também o BLOG Pauta Esportiva

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*