Bahia (FS) 2 x 2 Bahia: Jorginho explica

O Bahia segue para BA x VI do próximo Domingo de cabeça baixa, se levado em consideração apenas a atuação do time hoje à tarde, quando novamente, jogando fora de casa, arrancou um empate com as calças bem abaixo dos joelhos, contra o modesto e lanterna Bahia de Feira. 

No final do jogo, o técnico Jorginho foi de poucas palavras. Afirmou não temer o Vitória, seu próximo adversário e tentou explicar o segundo empate em três jogos do Esporte Clube Bahia, no insípido e pobre tecnicamente Campeonato Baiano. 

 – Vi dois jogos completamente distintos. No primeiro tempo só jogou o Bahia de Feira e nosso time não conseguiu nem avançar um pouquinho. O primeiro tempo foi muito mal, horrível. No segundo tempo parece que, contra o vento, eles queriam jogar até melhor. Jogou muito melhor, teve uma qualidade melhorar

“Esse vento não existe. Parece Jaú (cidade do interior de São Paulo). E o
gramado? Já tinham me dito que era ruim, mas eu não imaginava que era
tanto. Feira é uma cidade grande e pensei que tivesse um campo melhor”.

– “Faltou a passagem de Neto pela direita e Magal também poderia ter
subido mais. Ele ficou preocupado com a marcação, mas tem que se
preocupar em atacar. É isso que eu cobro”.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*