Carta a um jovem tricolor II

20 maio de 2010

Meu caro jovem,

Antes de mais nada veja, meu caro jovem, o belo filme que será lançado em janeiro próximo. O teaser II está aí logo abaixo do texto.

Na última carta, sabemos, tentamos motivar nossos jogadores escrevendo uma carta antecipando o resultado do BaxVi desejado pelo nosso torcedor. O resultado, porém, não veio. O rival conquistou o título baiano de 2010, apesar de ganharmos o jogo. Como estratégia para nos motivarmos valeu a pena, como profeta errei feio o resultado do jogo. Sonhei acordado que traríamos o título para casa mas, certamente, no campeonato brasileiro conseguiremos finalmente voltar para a série “A” do brasileirão e apagar essa lembrança ruim.

Ontem você viu o jogo do rival? Jogaram bem e estão na final da Copa do Brasil. Como lembrei da nossa primeira conquista nacional! Quando ganhamos do favorito Santos em plemo Maracanã a Bahia passou a existir no cenário esportivo nacional. Um momento contado de pai para filho, ouvido pelas rádios, pois em 1959 não faziam transmissões ao vivo pela televisão de futebol.

Naquele tempo o mundo e o futebol eram mais românticos, imaginava-se mais, havia tempo para conversar também à vontade, as pessoas gostavam de contar histórias para as crianças, não “terceirizavam” o amor para psicólogos traduzirem o que seus filhos precisavam nem ficavam hipnotizados diante de uma máquina quadrada que matava qualquer momento de intimidade entre familiares.

O Santos tinha Pelé; simplesmente o Rei do futebol. Ganhamos, meu caro jovem para o time que fora Bi-campeão mundial e da Libertadores, um time extraordinário. O Bahia também era definido pela excelência. Absolutos no nordeste, fomos o primeiro clube brasileiro a ganhar uma tríplice coroa: Campeonato baiano, brasileiro e o nordeste. Era um time sensacional, onde Marito esnobava talento entortando as defesas adversárias. Grande sujeito, Marito, foi homenageado recentemente pelo nosso clube na comemoração do cinquentenário do título da Taça Brasil de 1959.

Voltando para o presente, o Bahia armou um bom time para o brasileirão da série “B”. Jael, o matador tricolor, chegou. E junto com o craque Morais deverão levar o Bahia a um posição honrada nesse brasileirão. Não é mais possível a nossa torcida maravilhosa ver a cada ano o Bahia formar times aquém de sua tradição, disputando o brasileirão para não cair.

Já era hora do Bahia tomar tento da sua importância enquanto clube de futebol e sonhar mais alto. O que vocês jovens estão fazendo quando exigem a prestação de contas do clube é um exemplo para os mais velhos. É muito importante quando vocês mostram a diretoria a importância de uma administração pautada pela transparência e ética, sobretudo.

Vamos domingo ver esse jogo contra a Ponte Presta e torcer muito para que o Bahia conquiste mais três pontos e assuma a liderança do campeonato. Até o final deste brasileirão de 2010 escreverei outras cartas para confirmar nosso otimismo com esse time do Bahia em formação para o brasileirão.

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. http://www.mocomakers.com/users/richards24
  2. 인천출장안마

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*