Bahia é líder com mérito e prepara a virada

Analisando a rodada, o Bahia está muito perto de consolidar sua posição no campeonato e caminhar sempre entre os quatro classificados. Essa semana é importante, pois enfrenta dois adversários mais fracos, embora o Icasa em casa seja sempre perigoso.

Mas se ganhar as duas, deve colocar uns 5 a 6 pontos do quinto. Quando chegar a 9 pontos, aí se consolida, ganhando pontos fora e fazendo valer seu mando de campo.Ainda tem que ajustar a defesa, que ontem voltou a dar sustos, principalmente por que joga com dois alas e que precisam de uma melhor cobertura, pois as vezes atacam juntos e aí com dois volantes é impossível uma cobertura eficiente.

Grahl foi à decepção do ataque, com uma atuação abaixo da média. Mas tem crédito e agora ganhando mais tem que jogar melhor. Pelo menos como obrigação. Vander uma realidade já vista desde o ano passado, mas que passou despercebido pelos treinadores da época.

Renato tão criticado por mim, tem ganho pontos, principalmente pela liderança perante o grupo, uma das principais características para um treinador ter sucesso. Ávine um azougue pela esquerda, recuperando com sobra seu prestígio com a torcida.Aquela saída o ano passado lhe fez muito bem.

A entrada de Jael desde que não esteja gordinho, pois tem problemas de peso, vai dar densidade ao ataque. Só espero que Renato o fixe na área, pois ele gosta de virar armador e o Bahia já tem muita gente fazendo essa função.Rogerinho jogando de segundo atacante é muito melhor.Vitória incontestável para um bom time que passa por uma crise, mas que deve reagir com Cerezo, especialista em motivar atletas e excelente treinador.

Agora se espera da Diretoria o lançamento do Programa de Sócios. Não há melhor momento.

No campo patrimonial o Bahia já tem selecionado o terreno em Dias D’Avila, aonde construirá seu novo Parque Esportivo, com recursos da desapropriação da Sede de Praia. A parceria é com a OAS e também envolverá o Fazendão.São dez campos.

A liderança do processo da Sede de Praia, ao lado do Presidente, é do tricolor e representante do Oportunity, Francisco Bastos. Discreto não gota de aparecer, ao contrário de outros que adoram aparecer mesmo sem ter nenhum mérito.No bojo da negociação o Bahia vai quitar a dívida com o Oportunity.Nesses próximos quatro anos o Bahia deve dar uma grande virada, desde que concretize seu acesso a Série A.

Falarei com detalhes mais adiante, pois partiu de mim a iniciativa de aproximar o Bahia de Francisco Bastos. Marcelinho precisa ganhar em campo para promover as transformações que o Bahia precisa na sua estrutura. Como político é mais cuidadoso e menos transformador, pois sabe que a cultura do clube é extremamente conservadora.Mas está no caminho certo e precisa do apoio da torcida. Ganhando em campo, parece que não vai faltar. Só sinto falta não liderar o futebol e suas questões mercadológicas aqui na região Nordeste. A Federação tem que trabalhar em função dos clubes e monitorada pelos seus principais filiados. O que não vem acontecendo.

Por Paulo Carneiro

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*