Funcionários do Bahia ameaçam entrar em greve

Funcionários do Bahia estão revoltados com pelo menos três meses de salários atrasados no Fazendão. Os trabalhadores, como faxineiros, roupeiros e cozinheiras, que recebem salário mínimo, não têm nenhuma resposta de quando serão pagos e esboçam um movimento para pressionar a diretoria.

Um funcionário que não quis se identificar chegou a dizer que haveria greve no centro de treinamentos do clube na manhã de quinta-feira. No entanto, a paralisação foi abortada diante de uma ameaça de demissão em massa. Em dezembro do ano passado, o porteiro Luis Carlos Oliveira fez denúncia semelhante e acabou demitido no dia seguinte.

A diretoria do clube não revelou qualquer detalhe sobre o problema de pagamentos aos trabalhadores do Fazendão. O prejuízo assumido pelo time nas rodadas em que mandou jogos em Camaçari, cujo público nunca atingiu sequer três mil pessoas a cada jogo, pode ter sido um dos motivos que deixou os funcionários sem dinheiro.

Os jogadores não se manifestaram sobre o problema, mas sabe-se que o atraso para os atletas é menor, já que a Lei Pelé faculta ao atleta que ficar três meses sem receber a possibilidade de requerer na Justiça do Trabalho a cessão definitiva de seus direitos federativos.UOL
Morre a mãe de Paulo Maracajá
A diretoria, departamento de futebol profissional e de base, e funcionários do E.C.Bahia e Bahia S/A, solidarizam-se com a família do ex-presidente e conselheiro do clube, Dr. Paulo Virgílio Maracajá Pereira, pelo falecimento no dia de hoje, da sua genitora, a Sra Ivirnice Maracajá Pereira.

Que Deus, em sua infinita bondade, receba-a em sua sagrada morada, conduzindo-a para junto da Imaculada Virgem Maria, a quem ela tanto adorava.

Separou-se materialmente dos filhos, netos, bisnetos, noras e irmãos em Cristo, mas deixou a lembrança da mãe: O amor do ser insubstituível; da amiga: O exemplo da fraternidade; do ser humano: A firmeza de caráter, postura e elegância e acima de tudo, bondade: Respeito e companheirismo.

Que o amor de Cristo, seja o bálsamo do conforto e resignação, para todos que indistintamente a admiravam e amavam.

A Direção

Obs: Dona Ivirnice faleceu aos 83 anos de idade, após passar um período internada no Hospital Aliança e amanhã, será sepultada em um cemitério da cidade, às 15h:00. ( Nota de falecimento publicada no site oficial do clube)

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*