Ambulantes encontram nova forma de burlar Sua Nota é um Show

Os ambulantes de Salvador têm uma nova forma de lucrar com o programa Sua Nota é um Show. Impossibilitados de trocar ingressos para os jogos das séries B e C do Campeonato Brasileiro e depois revender os ingressos para o público, alguns já encontraram um novo nicho de mercado para explorar: agora, juntam as notas fiscais e vendem os cupons para os interessados.

Na manhã desta terça-feira, 30, o trabalhador informal Jorgilson Almeida vendia pacotes com 20 cupons fiscais a R$ 1,00 na fila da bilheteria, onde o público compareceu para trocar os ingressos da partida Bahia x Bragantino, que acontece nesta quarta, às 20h30, na Fonte Nova, pela Terceirona.

Jorgilson afirma que foi com as notas para os guichês de troca apenas para ganhar um dinheirinho. “Eu consigo as notas nos mercados. As pessoas deixam e eu peço para os empacotadores guardarem. Vendemos 20 notas por R$ 1 real, mas não estou fazendo nada ilegal”, acredita. O princípio é o mesmo dos catadores de latinhas ou qualquer outro material reciclado, recolher aquilo que não tem mais utilidade para alguém e vender a quem tem interesse no produto.

Alguns torcedores, que não conseguiram juntar suas próprias notas em casa, adquiriam o pacote com vinte cupons comercializado por Jorgilson. Cada dez cupons valem um ingresso para a partida. Apesar das filas na bilheteria da Fonte Nova, não houve tumultos e a troca dos ingressos ocorreu de forma tranqüila.

De acordo com o delegado da Federação Baiana de Futebol (FBF), Maximino Rodrigues, todos os 8 mil ingressos do programa “Sua Nota é um Show” foram esgotados através cadastro de reserva. “Das 8h até o meio-dia, cerca de 2.500 ingressos do programa foram trocados nos guichê”.

Com a implantação do novo sistema de troca do “Sua Nota é um Show”, o torcedor faz a sua reserva pelo telefone mediante o cadastro do número do CPF, dois dias antes da partida, entre 6h e 18h.

A entrega dos ingressos nas bilheterias do estádio acontece na véspera da partida entre 8h e 17h. Apenas o dono do CPF registrado pode retirar as duas entradas na bilheteria do estádio. A medida visa dar mais conforto ao torcedor, reduzir as filas e coibir a ação dos cambistas.

O estudante Ricardo Melo Santana, de 22 anos, achou o novo sistema de troca muito mais rápido e tranqüilo. “Fiquei apenas 45 minutos na fila para pegar o meu ingresso.” Welington Luís, de 28, também aprovou e afirma que a ação vai inibir ainda mais a ação dos cambistas. “Gastei dois cartões de telefone, mas consegui reservar a minha entrada para o jogo.”

Novo recorde – A torcida tricolor pretende lotar mais uma vez o estádio da Fonte Nova para apoiar a equipe na luta por uma vaga na Segunda Divisão. Os ingressos convencionais já estão à venda, tanto na sede de praia do clube, na Boca do Rio, quanto na bilheteria quatro da Fonte Nova.

A expectativa é que o público da partida contra o time paulista quebre o recorde da equipe na competição que é de 58.695 pagantes, contabilizados no duelo diante do Crac-GO. Em duas partidas no octogonal final da Série C – contra Crac-GO e Barras-PI – o Bahia já levou mais de 100 mil pessoas à Fonte Nova.

Mas a partida contra o Bragantino tem todos os ingredientes para atrair ainda mais o torcedor Tricolor. O time baiano ocupa a terceira posição no campeonato, com 10 pontos, apenas um ponto atrás do time paulista, líder da Terceirona.Nelson Luis – A Tarde

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*