Lucas Arcanjo fala sobre cirurgia e expectativa para a temporada 2023

“Eu estava numa boa fase, tendo boa sequência e a cirurgia foi um baque"

Atual titular do gol rubro-negro, Lucas Arcanjo acredita que para o Vitória engrenar na competição precisa vencer o Cruzeiro
Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

Após passar por uma cirurgia em julho por conta de uma lesão no ombro direito, o goleiro Lucas Arcanjo iniciou a fase de transição em setembro, quando calçou as luvas e realizou uma atividade com bola, defendendo chutes, mas evitando quedas. O arqueiro passou por uma correção da lesão com a utilização de âncora bioabsorvível, destinada para reparo de manguito rotador. Como o prazo de recuperação é de 90 e 120 dias, ele só retorna em 2023. Ao todo, arqueiro revelado na base do Vitória disputou 26 jogos em 2022, com oito vitórias, oito empates e dez derrotas.

 

O arqueiro, que era titular da equipe antes de sofrer a lesão, permaneceu na Toca do Leão por 3 semanas, após o acesso à Série B, para realizar treinos específicos com o preparador de goleiros Itamar Ferreira. Sem Lucas Arcanjo, quem assumiu a meta rubro-negra foi Dalton, que foi decisivo na conquista do acesso.

“Eu estava numa boa fase, tendo boa sequência e a cirurgia foi um baque, pois nunca tinha passado por isso. Eu chorava todos os dias por não estar jogando”, disse Lucas Arcanjo, em entrevista ao Correio. 

Lucas também projetou a próxima temporada. “A expectativa é de que 2023 vai ser um ano vitorioso, um ano de títulos, pois estamos precisando, pelo tamanho o Vitória não pode ficar tantos anos sem título. Creio que vai ser um ano de muitas vitórias”.

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário