Clubes aprovam proposta da CBF e receitas do Nordestão aumentam

Ficou definido também que as agremiações serão responsáveis pela comercialização das propriedades

Nesta quinta-feira (10), os clubes que irão disputar a Copa do Nordeste 2023 se reuniram com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, e aprovaram a proposta da entidade de aumentar as receitas. De acordo com informação do Bahia Notícias, as receitas irão aumentar para R$ 41,6 milhões (total), ou seja, 48,57% maior relação aos anos anteriores – que pagava R$ 28 milhões. As federações também receberão um aumento, de R$ 4,95 milhões para R$ 5,85 milhões.

 

Ficou definido também que as agremiações serão responsáveis pela comercialização das propriedades, que gira em torno de R$ 52,1 milhões (R$ 15 milhões do SBT (TV Aberta), R$ 8,79 milhões da Disney (TV Fechada) e R$ 28,3 milhões de Marketing e Digital). Os valores das premiações por cada fase foram definidas. O campeão receberá R$ 2 milhões (apenas pela conquista do título, fora as premiações das fases anteriores. O vice-campeão ficará com R$ 1 milhão. Veja abaixo:

ELIMINATÓRIAS
Fase 1 – R$ 1 milhão divididos por 8 clubes
Fase 2 – R$ 626.125,00 divididos por 4 clubes

FASE DE GRUPOS
Grupo 01 – R$ 12 milhões divididos por 4 clubes
Grupo 02 – R$ 8 milhões divididos por 4 clubes
Grupo 03 – R$ 6 milhões divididos por 4 clubes
Grupo 04 – R$ 4 milhões divididos por 4 clubes

MATA-MATA
Quartas – R$ 4,4 milhões divididos por 8 clubes
Semifinal – R$ 2,6 milhões divididos por 4 clubes
Vice-campeão – R$ 1 milhão
Campeão – R$ 2 milhões

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário