Vitória recusou ofertas para SAF por conta dos valores baixos, revela presidente

"Neste ano, diversas empresas/grupos procuraram o Vitória", disse o presidente.

Um dos assuntos mais comentados esse ano no mundo do futebol foi a Sociedade Anônima de Futebol (SAF), modelo de associação para transformação de clubes de futebol em sociedades anônimas por meio da Lei 14.193/2021. Cruzeiro, Botafogo e Vasco são exemplos de alguns clubes que aderiram recentemente ao modelo. O Esporte Clube Bahia encaminhou a venda da SAF para o Grupo City. E outro clube do futebol baiano pode ir pelo caminho caminho num futuro não tão distante. Em entrevista recente, o presidente Fábio Mota, afirmou que o Vitória recusou propostas para se tornar um clube-empresa por conta dos valores baixos, visto que o Leão estava na Série C.

 

“Neste ano, diversas empresas/grupos procuraram o Vitória, porém, foram recusadas de imediato, pelo fato dos valores serem baixos, já que o Vitória estava na Série C e desvalorizado.”

Com o acesso à Série B, o mandatário afirmou que o Vitória vai estar aberto para receber as propostas e analisar com calma. “O Vitória irá contratar uma empresa para que façam um diagnóstico geral; de quanto o Vitória vale, qual a dívida real do clube, se o caminho é realmente a SAF ou não, se o caminho pode ser fundo imobiliário, etc.”

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário