Cotado no Santos, Lisca leva ‘cervejada’ e é hostilizado por torcida do Sport

O Comitê de Gestão do Santos aprovou o nome de Lisca e aguarda apenas a rescisão do contrato.

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

Contratado para tentar levar o clube de volta à Série A, o técnico Lisca pode estar de saída do Sport após apenas três semanas de trabalho no clube, com exatos quatro jogos. A notícia com a possível saída do técnico para comandar o Santos pegou a todos de surpresa e causou a revolta da torcida do Sport, que xingou o treinador no jogo desta segunda-feira, na Ilha do Retiro, que terminou com empate sem gols diante do lanterna Vila Nova. Entre os xingamentos, Lisca foi chamado de “mercenário”, além disso, também levou um copo de cerveja vindo das arquibancadas.

 

A notícia que surge na imprensa paulista é de que o Comitê de Gestão do Santos aprovou o nome de Lisca e aguarda apenas a rescisão do contrato com o Sport para oficializar a contratação. Porém, em entrevista após o empate entre Sport e Vila Nova, Lisca negou.

“Estou aqui e sou treinador do Sport. Obviamente que não confirmo. Estou aqui falando do Sport. Isso não procede. De onde que veio a notícia? Tem alguma declaração minha, do meu agente? Obviamente que não (é verdade e que não conversei)”, falou o treinador na entrevista coletiva.

O treinador não garantiu permanência no Sport, e afirmou que se receber alguma proposta, vai avaliar. “Tem treinadores que recebem propostas e aceitam, outros que são demitidos. É a nossa vida, a gente é assim. A gente sempre avalia quando chega proposta”, contou o técnico.

Lisca foi contratado pelo Sport no dia 27 do mês passado e só comandou o time em quatro jogos. Além do empate com o Vila Nova por 0 a 0, esteve a frente do Leão da Ilha diante de Vasco (empate por 0 a 0), Londrina (vitória por 2 a 0) e Operário (empate por 0 a 0).

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário