Fifa aplicará ferramenta do impedimento semiautomático na Copa do Mundo

Nova tecnologia busca adiantar as marcações de impedimento e reduzir de 70 para 25 segundos as definições dos lances

A Copa do Mundo está a quatro meses do início e as novidades continuam surgindo. Desta vez, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) anunciou, na última quinta-feira (30), que vai pôr em prática a tecnologia intitulada de “impedimento semiautomático” nos jogos do maior torneio do futebol mundial. Com a proposta de reduzir o tempo de decisão dos lances de impedimento, atualmente compreendidos, em média, em 70 segundos, para o tempo entre 20 a 25 segundos. Alguns aspectos apresentam destaque para modificação na metodologia da arbitragem internacional.

 

As bolas utilizadas na Copa do Mundo vão possuir um sensor, instalado no centro da esfera, para mencionar com exatidão ao sistema o momento do contrato do jogador que toca a bola para o receptor. Nos palcos dos confrontos, cerca de 12 câmeras estarão ativas ao mesmo sistema, com a missão de rastrear a posição de cada atleta. Elas vão localizar 29 possíveis pontos de contato do corpo com a bola.

Por outro lado, a nova tecnologia vai ser aplicada apenas quando o atleta em impedimento tocar a bola, ou seja, os impedimentos sinalizados em função de interferência no campo do goleiro, por exemplo, permanecem sob decisão exclusiva do árbitro. Anteriormente, a Fifa testou a ferramenta em dois torneios: a Copa Árabe, no final de 2021, e o Mundial de Clubes, no início de 2022.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia está pronto para enfrentar o Grêmio; Raí aparece no BID e pode jogar
  2. Bahia perde a primeira e deixa a liderança no Brasileiro Feminino A2

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*