Enderson tira lições após eliminação e prevê jogo difícil contra o Guarani

"Acho que é uma equipe que está amadurecendo dentro das competições", disse.

Foto: Letícia Martins

O Esporte Clube Bahia se despediu da Copa do Brasil após perder duas vezes para o Athletico-PR, ambos de virada por 2 a 1. O Tricolor fez um bom jogo  na Arena da Baixada, abriu o placar logo cedo com golaço de Matheus Davó, mas não aproveitou as chances que teve para matar o jogo, e acabou sofrendo a virada no segundo tempo, com gols de Rômulo e Erik. Apesar da eliminação, o técnico Enderson Moreira viu pontos positivos na atuação do Bahia e tirou lições da queda no torneio nacional para a sequência da Série B.

 

“Acho que é uma equipe que está amadurecendo dentro das competições. Tudo é novidade para muitos ali. Estamos tentando fazer com que eles possam criar maturidade. A gente veio de um jogo muito ruim contra o Vila Nova, um jogo em que poderíamos ter feito muito mais. Mas o jogo de hoje, e contra o Grêmio, foram de boa qualidade, com muitas oportunidades. Então temos que continuar buscando uma equipe com mais casca, com mais maturidade, para passar pelos momentos ruins. No final do jogo, tivemos que fazer muitas modificações por causa do desgaste de atletas, e eles conseguiram o empate e depois, praticamente no último lance, a virada.”

Agora o Esporte Clube Bahia volta o seu foco exclusivamente para o Campeonato Brasileiro da Série B, onde vem de dois empates seguidos, contra Grêmio (0x0) e Vila Nova (1×1). O Esquadrão volta a campo no próximo sábado (16), às 18h30, para enfrentar o Guarani, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP), pela 18ª rodada da Segundona.

“A equipe do Guarani tem muita coisa em jogo, como foi assim com a equipe do Vila Nova. Então, a gente não pode simplesmente criar mobilização com esses jogos que são jogos de equipes que estão brigando muito pela classificação na Série B ou na Copa do Brasil. Às vezes, a equipe está um pouco embaixo, mas tem qualidade também e pode nos vencer. Então é um jogo extremamente difícil que nós temos contra o Guarani, numa sequência difícil, contra um adversário que está mais descansado que a gente, que está ali se preparando para esse embate, então a gente precisa de mobilização. Eu acho que hoje, em praticamente 70%, 80% do jogo, nós tivemos uma postura muito boa, que muito me orgulhou. Mas a gente sabe que precisa mais ainda, e é para isso que a gente vai trabalhar esses dias.”

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário