Vitória divide posto de 3º pior ataque entre os clubes das Séries A, B e C

O Criciúma tem o pior ataque, com apenas 7 gols marcados em 9 jogos disputados

Foto: Divulgação/Vitória

O Esporte Clube Vitória faz um péssimo início de Série C, e um dos motivos pela campanha ruim é o desempenho fraco do setor de ataque. Em 2022, o Leão marcou apenas 13 vezes em 18 jogos disputados, ocupando o posto de 3º pior ataque do futebol brasileiro entre os clubes das Séries A, B e C, com média de 0,72 gol por jogo. O Rubro-Negro está empatado com Novorizontino (21 jogos, média de 0,61), Ponte Preta (20 jogos, média de 0,65).

 

O Criciúma tem o pior ataque, com apenas 7 gols marcados em 9 jogos disputados, uma média de 0,78 gol por jogo. O Floresta-CE, que também disputa a Série C e aparece dentro do G-8, aparece na sequência, com apenas 12 gols marcados em 15 jogos (média de 0,8).

Para a atual temporada, o Vitória reforçou o setor de ataque com oito jogadores, sendo que o atacante Rafinha chegou na semana passada e pode estrear nesta quarta-feira. Guilherme Queiroz, Erik, Roberto, Luidy, Jefferson Renan, Tréllez e Thiaguinho foram os outros contratados esse ano. Eles se juntaram a Dinei, Alisson Santos e Ruan Nascimento. Dos onze atacantes do elenco, só quatro balançaram as redes: Roberto, duas vezes; Luidy, duas vezes; Guilherme Queiroz; e Alisson Santos.

Buscando melhorar o desempenho do ataque e voltar a vencer para deixar a zona de rebaixamento da Série C, o Vitória enfrenta o Botafogo-PB nesta quarta-feira, às 20h30, no Estádio Manoel Barradas.

Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE

1 Trackback / Pingback

  1. Conselheiros explicam AGE do Vitória sobre futuro de Paulo Carneiro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*