Dois jogos abrem nesta terça a 9ª rodada da Série B do Brasileiro

Ponte Preta tenta se recuperar da derrota para o Bahia por 2 a 1 na Fonte Nova

Foto - Márcio Cunha/ACF

A 9ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B será iniciada nesta terça-feira (23), com dois jogos. O duelo entre Sport e CRB, que estava marcado para a noite de segunda-feira na Ilha do Retiro, foi adiado devido as fortes chuvas que caíram no Recife e remarcado para hoje às 19 horas. O time pernambucano está na terceira colocação da Série B, com 15 pontos, um abaixo do Bahia (2º colocado) e quatro abaixo do Cruzeiro, que lidera com 19 pontos. Já o CRB é o penúltimo colocado, na zona de rebaixamento, com apenas sete.

 

No outro jogo do dia, a Ponte Preta tenta se recuperar da derrota para o Bahia por 2 a 1 na Fonte Nova, enfrentando a Chapecoense, às 21h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). A Macaca aparece na 13ª colocação, com 8 pontos, enquanto a equipe de Chapecó ocupa o 10º lugar, com 10 pontos.

JOGOS DA 9ª RODADA DA SÉRIE B

TERÇA, 24/05
19h00 – Sport x CRB
21h30 – Ponte Preta x Chapecoense

QUARTA, 25/05
19h00 – Londrina x Operário

QUINTA, 26/05
19h00 – Vasco x Brusque
21h30 – Ituano x Náutico

SEXTA, 27/05
19h00 – Tombense x Bahia
21h30 – Criciúma x Cruzeiro

SÁBADO, 28/05
16h30 – CSA x Novorizontino
19h00 – Sampaio Corrêa x Guarani

DOMINGO, 29/05
16h00 – Vila Nova x Grêmio

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Existe um favorecimento muito claro aos clubes tidos pela cbf como de “primeira grandeza” do futebol brasileiro.
    Até 2020 os jogos da série B do brasileiro eram executados às terças, sextas e sábados. Depois que começaram a cair para a divisão em questão equipes do sul/sudeste, um novo entendimento começou a se configurar para que equipes como Cruzeiro, Vasco, Botafogo, Coritiba, e outros que viessem a ter o infortúnio de descer a segunda divisão do campeonato tivessem condições melhores de jogos que lhes facilitem o desempenho da prática do futebol.
    Partindo desta premissa a CBF começou a marcar jogos das series A e B para todos os dias da semana e privilegiando algumas equipes da serie B com seus jogos aos domingo à tarde, onde o número de público é bem maior proporcionando as condições “necessárias” para que o sucesso tenha uma possibilidade bem maior.
    Este ano a coisa escancarou de vez. Tendo a série B de 2022, a participação de SEIS campeões brasileiros, resolveu acatar solicitações de mudança de praças esportivas sem nenhum critério, desobedecendo o regulamento do campeonato, e até então favorecendo favorecendo apenas uma equipe.
    É claro que em virtude dos apelos midiáticos ao longo de décadas, os locais mais longíncuos deste Brasil conheceu Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense muito mais que qualquer outra equipe de futebol, O Palmeiras por exemplo, o maior campeão de todos os tempos no Brasil, vem tendo o conhecimento e reconhecimento nestas duas últimas décadas no interior do Brasil, pois antes disso a poderosa rede globo de televisão somente difundia as marcas do futebol carioca pelo Brasil a dentro em sua vasta rede de afiliadas, tendo o monopólio, eles criarem torcedores cariocas em todo o país. É lógico que uma transferência de jogo do interior de São Paulo para a arena Manaus, na hipótese só irá favorecer ao Vasco, visto que por tudo o que citei anteriormente, dos 40.000 ingressos vendidos naquela praça, o Guarani não teve 400 torcedores na arquibancada.
    Agora ventila-se a possibilidade de mais uma mudança de praça esportiva nitidamente favorecendo mais uma vez o Vasco da Gama. É nítido que o privilégio do time cruzmaltino é gritante, uma vez que o estado do Espírito Santo não tendo representantes nos principais campeonados da CBF, os seus torcedores tendem a encorpar as torcidas cariocas, e mais claro fica que qualquer jogo entre Vasco, ou qualquer outro clube carioca contra qualquer equipe não carioca em suas praças esportivas, a predominancia de torcida será favorável aos cariocas, quanto mais se essas equipes adversárias não tiveram tanto apelo nacionalmente.
    Há, infelismente, uma clara “forcação de barra” para que o Vasco não continue por mais um ano na segunda divisão, e mais a frente do campeonato esta prática poderá e deverá ser aplicada para reconduzir a série A as equipes que a CBF e os poderosos financeiros escolherem.
    Precisamos nos movimentar, conscientizar a todos e tentar a qualquer custo impedir esta armação que estão implementando, e se necessário chegando em última instância a Justiça Comum.

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia faz último treino em Salvador antes de embarcar para pegar o Tombense

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*