Apresentado após 2 meses no Ceará, Matheus Peixoto projeta estreia

"estou preparado para começar jogando", garantiu o jogador.

Foto: Wilton Hoops/Ceará

Apesar de ter sido anunciado no dia 13 de março, o atacante Matheus Peixoto só foi apresentado no Ceará dois meses depois. O jogador, que retornou ao futebol brasileiro após passagem rápida pelo Metalist, da Ucrânia, estava se recuperando de lesão no tornozelo. Na entrevista de apresentação, o atacante com passagem pelo Bahia se colocou à disposição do técnico Dorival Júnior para atuar diante do Santos, pela Série A, neste sábado, às 20h30.

 

“É difícil falar que vou aguentar os 90 minutos. Mas estou preparado para começar jogando. Mas jogo é uma coisa totalmente diferente do treino. Mas posso te falar que estou preparado para corresponder dentro de campo, para aguentar esse ritmo. O único problema que eu tive foi esse do tornozelo, mas que já estou recuperado”, disse.

“Se ele (Dorival) optar (por me escalar), temos que estar dando a vida. Se vou aguentar os 90 minutos não sei. Cada jogo é uma dinâmica diferente. Só esperar mesmo, na hora que o Dorival Júnior optar, a gente vê como vai ser”, completou Peixoto.

Matheus Peixoto chega para disputar posição com outros dois atacantes conhecidos do futebol baiano. Cléber (ex-Vitória) e Zé Roberto (ex-Bahia).

“A expectativa é das maiores possíveis. Contra a Tuna Luso, na Copa do Brasil, vi que a torcida era realmente muito apaixonada, pois gritou o jogo todo. A minha contratação gerou uma expectativa grande, então quero retribuir isso dentro de campo. Vejo quando estou na rua, o pessoal me vê, fala: ‘a gente conta com você’. Desde que cheguei venho fazendo de tudo para estrear, para retribuir todo esse carinho que recebi para o torcedor, para a diretoria, para os jogadores aqui”, apontou.

Natural de Cabo Frio, Matheus Vieira Campos Peixoto surgiu na base do Audax Rio. Em 2016, foi emprestado ao Ypiranga-BA e após se destacar marcando 4 gols em 9 jogos, foi contratado pelo Bahia, porém, não teve oportunidades e foi emprestado ao Fluminense de Feira no mesmo ano. Retornou em 2017 e fez apenas dois jogos (um pelo Baianão e outra pela Copa do Nordeste) antes de se transferir para o Bragantino.

Após rápida passagem pelo Sport em 2018, foi contratado pelo Red Bull Bragantino, sendo peça importante na conquista do acesso à Série A. Em 2020, começou jogando pela Ponte Preta antes de chegar ao Juventude, onde teve enorme destaque. Disputou 27 jogos e balançou as redes 12 vezes, sendo adquirido pelo Metalist, da Ucrânia. No time ucraniano, vinha se destacando com 15 gols em 19 partidas, mas com a Guerra, acabou retornando ao Brasil.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Após bloqueio judiciário, Bahia chega a acordo por dívidas trabalhistas
  2. Com 100%, Ceará faz melhor campanha da história da Sul-Americana no novo formato

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*