Cruzeiro resolve questões da SAF antes da estreia na Série B diante do Bahia

Raposa estreará na Segunda Divisão na próxima sexta-feira (8), às 21h30, na Arena Fonte Nova

Vice-campeão do Campeonato Mineiro 2022, o Cruzeiro vive uma semana decisiva antes da estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, frente ao Esporte Clube Bahia, nesta sexta-feira (8), às 21h30, na Arena Fonte Nova. O ponto de partida foi uma reunião do Conselho Deliberativo, nesta segunda-feira (4), no parque esportivo do Barro Preto, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A reunião colocou em discussão as demandas do ex-jogador Ronaldo no que diz respeito à Sociedade Anônima do Futebol.

 

Foram aprovadas as solicitações de Ronaldo Fenômeno para concretizar a compra de 90% da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Cruzeiro. Os conselheiros presentes aprovaram a transferência da propriedade das Tocas da Raposa I e II à SAF, condicionada à amortização de toda a dívida tributária da associação e obrigação de divisão igualitária entre as partes de lucro imobiliário que eventualmente vier a ser obtido em venda dos imóveis. Além disso, foi admitido pedido de Recuperação Judicial ou extrajudicial do clube.

O empresário deseja contar com as Tocas da Raposa I e II adquirindo 90% das ações da SAF do time mineiro. Por outro lado, ele assumirá a dívida tributária da instituição, avaliada no momento em R$ 180 milhões e com parcelas mensais acima de R$ 1 milhão até 2032. De acordo com o art. 20, VI, do Estatuto do Cruzeiro, 90% dos conselheiros têm que aprovar a venda dos imóveis.

Ainda sem ter assinado a compra mediante o investimento da SAF, Ronaldo já desembolsou aproximadamente R$ 26 milhões para rebater o transfer ban na Fifa, em janeiro. Vale lembrar que o clube estava impedido de contratar por causa das dívidas relacionadas às contratações de Arrascaeta, Riasco e Rafael Sobis.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Dupla ex-Bahia decide, e Ceará vence de virada na estreia da Sul-Americana

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*