César afirma que chega ao Bahia para ser titular: “Nunca me conformei com a reserva”

"Eu tenho os meus objetivos, sempre estar preparado para jogar"

Foto - Felipe Oilveira / EC Bahia

Anunciado como novo reforço junto com o zagueiro Didi, o goleiro César não chega ao Esporte Clube Bahia com status de titular e precisará disputar posição para buscar seu espaço na equipe. Quem deve começar a Série B como titular é Danilo Fernandes, já recuperado da lesão no retorno por conta da bomba atirada no ônibus do clube. Mateus Claus, Matheus Teixeira e Denis Junior são outras opções, porém, com a chegada de César, um deles deve deixar o Tricolor. César analisou a concorrência pela posição e afirma que chega para jogar.

 

“São excelentes profissionais, mas eu venho para cá com o objetivo de jogar. Assim como acredito que outros, mas me sinto pronto por tudo que já vivi, por tudo que a gente já passou. Os desafios são do dia a dia, vai ter a cobrança natural, a exigência, e a gente vai elevando o nível do treinamento, de trabalho para que eu possa e todos nós possamos ajudar o Bahia. Esse é o objetivo.”

Aos 30 anos, César passou 12 anos no Flamengo e rescindiu o contrato em janeiro, assinando com o Bahia até 2023. O arqueiro ainda não teve uma grande sequência como titular em sua carreira e se diz incomodado com a situação.

“Eu nunca me conformei com a reserva. Existe uma coisa que é respeito e a minha obrigação como funcionário, como profissional de futebol. Eu tenho os meus objetivos, sempre estar preparado para jogar. E sempre que fui solicitado, graças a Deus, a gente conseguiu fazer bons trabalhos. Então esse é o meu objetivo. Nem sempre consigo ter uma sequência grande, é um só que joga. E tem diversos goleiros que disputam esse lugar. O que eu posso dizer é que estou sempre fazendo tudo meu possível e estou à disposição para sempre estar evoluindo, crescendo, para que eu possa dar o melhor dentro de campo e, quando for a minha vez de estar ali, poder representar bem o Bahia.”

Com alguns anos de experiência no Flamengo, o goleiro se diz preparado para defender o Tricolor, que brigará para fazer uma boa campanha na Copa do Brasil e tentará o retorno à elite do futebol brasileiro. Nos primeiros meses do ano, o Bahia fracassou, com eliminações na primeira fase da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano.

Em relação à Série B, o goleiro considera que a competição deste ano será de alto nível. “Eu sei que é um desafio, mais uma vez. A Série B, hoje, é composta por times da elite. Muitos clubes que também almejam subir. Sei do desafio, da responsabilidade que é”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*